A SEMENTE QUE CAIU ENTRE ESPINHOS


  • A parábola da semente
  • Jesus se revolta com o comércio no Templo
  • O enganoso é coração
  • A fé com obras e a oração
  • O Batismo de João



E eu pus-me sobre a areia do mar e vi subir do mar uma Besta...

(Apocalipse 13:1a)


Jesus pôs-se novamente a ensinar, à beira do mar, e aglomerou-se junto dele tão grande multidão, que ele teve de entrar numa barca, no mar, e toda a multidão ficou em terra na praia.
E ensinava-lhes muitas coisas em parábolas. Dizia-lhes na sua doutrina:
"Ouvi: Saiu o semeador a semear.
Enquanto lançava a semente, uma parte caiu...

(Marcos 4:1-4a)


... entre os espinhos; estes cresceram, sufocaram-na e o grão não deu fruto.
Outra caiu em terra boa e deu fruto, cresceu e desenvolveu-se; um grão rendeu trinta, outro sessenta e outro cem.
E dizia: "Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!"
Quando se acharam a sós, os que o cercavam e os Doze indagaram dele o sentido da parábola.
Ele disse-lhes: "A vós é revelado o mistério do Reino de Deus, mas aos que são de fora tudo se lhes propõe em parábolas.
Desse modo, eles olham sem ver, escutam sem compreender, sem que se convertam e lhes seja perdoado."
E acrescentou: "Não entendeis essa parábola? Como entendereis então todas as outras?
O semeador semeia a Palavra.

(Marcos 4:7b-14)


... os que recebem a semente entre espinhos, os quais ouvem a Palavra; mas as preocupações mundanas, a ilusão das riquezas, as múltiplas cobiças sufocam-na e a tornam infrutífera.
Aqueles que recebem a semente em terra boa escutam a Palavra, acolhem-na e dão fruto, trinta, sessenta e cem por um."

(Marcos 4:18b-20)


... Lavrai para vós o campo de lavoura e não semeeis entre espinhos.
Circuncidai-vos em honra do Senhor, tirai os prepúcios de vossos corações, para que a minha indignação não venha a sair como fogo e arda de modo que não haja quem a apague, por causa da malícia das vossas obras.

(Jeremias 4:3b-4)


Dizia-lhes ainda: "Traz-se porventura a candeia para ser colocada debaixo do alqueire ou debaixo da cama? Não é para ser posta no candeeiro?
Porque nada há oculto que não deva ser descoberto, nada secreto que não deva ser publicado.
Se alguém tem ouvidos para ouvir, que ouça."

(Marcos 4:21-23)


Não há árvore boa que dê mau fruto, nem árvore má que dê bom fruto.
Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não se colhem figos dos espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos.
O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração, tira o mal, porque a boca fala do que está cheio o coração.

(Lucas 6:43-45) Jesus


Porque o louco fala loucamente, e o seu coração pratica a iniquidade, para usar de hipocrisia, e para proferir erros contra o Senhor, e para deixar vazia a alma do faminto, e para fazer com que o sedento venha a ter falta de bebida.

(Isaías 32:6)


E Jesus entrou em Jerusalém, no Templo, e, tendo visto tudo ao redor, como fosse já tarde, saiu para Betânia, com os doze.
Na manhã seguinte, ao saírem de Betânia, Jesus sentiu fome.
Vendo ao longe uma figueira que tinha folhas, foi procurar frutos nela. Ao chegar perto, nada encontrou senão folhas, porque não era tempo de figos.

(Marcos 11:11-13)


Eis o que diz o Senhor: Maldito o homem que confia em outro homem, que da carne faz o seu apoio e cujo coração vive distante do Senhor!
Será como a árvore solitária no deserto, que não chega a ver a chuva: habitará no deserto abrasador, na terra salgada e inabitável.
Bem aventurado o homem que confia no Senhor, e de quem o Senhor é a esperança.
Porque ele será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se afadiga nem deixa de dar fruto.
Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas; e perverso; quem o conhecerá?
Eu, sou o Senhor, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos o fruto das suas ações.
Como a perdiz que choca os ovos que não pôs, assim o que junta riquezas por meios injustos no meio dos seus dias, terá de as deixar, e no seu fim será um insensato.

(Jeremias 17:5-11)


E Jesus, falando, disse à figueira: "Nunca mais coma alguém fruto de ti." E os seus discípulos ouviram isso.
Chegaram a Jerusalém. E, tendo entrado no Templo, começou a lançar fora os que vendiam e compravam no Templo, derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.
E não permitia que ninguém transportasse coisa alguma pelo Templo.
E ensinava-os, dizendo: "Não está escrito: A minha casa será chamada casa de oração para todos os povos? Mas vós fizestes dela um covil de ladrões."

(Marcos 11:14-17)


...e multiplicai as transgressões; e, a cada manhã, trazei os vossos sacrifícios e, de três em três dias, os vossos dizímos.
Ofereçam pão fermentado como sacrifício de louvor e proclamem em voz alta as ofertas espontâneas! Porque isto é o que amais...

(Amós 4:4b-5b)


Se alguém ensina alguma outra doutrina e se não conforma com as sãs Palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo e com a doutrina que é segundo a piedade,
é soberbo e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,
altercações de homens com o espírito pervertido, que estão privados da verdade e pensam que a piedade é uma fonte de lucro.

(1Timóteo 6:3-5)


E os escribas e príncipes dos sacerdotes, tendo ouvido isso, buscavam ocasião para o matar; mas temiam-no, pois a multidão estava com os seus MANDAMENTOS.
E sendo já tarde, saiu para fora da cidade.
Tornando a passar pela manhã, viram a figueira havia secado desde as raízes.
E Pedro, lembrando-se, disse-lhe: "Mestre, eis que a figueira que tu amaldiçoaste se secou."
E Jesus, respondendo, disse-lhes: "TENDE FÉ EM DEUS,
porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito."

(Marcos 11:18-23)


Que aproveitará, irmãos meus, se alguém diz que tem fé e não tem obras? Porventura poderá salvá-lo tal fé?
Se a um irmão ou a uma irmã faltarem roupas e o alimento cotidiano,
e algum de vós lhes disser: "Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos," mas não lhes der o necessário para o corpo, de que lhes aproveitará?
Assim também a fé: Se ela não tiver obras, é morta em si mesma.
Poderá dizer alguém: "Tu tens a fé, e eu tenho as obras. Mostra-me tu a tua fé, sem obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras."
Tu crês que há um só Deus? Fazes bem; também os demônios o crêem e estremecem.
Queres ver, ó homem vão, como a fé sem obras é estéril?
Porventura Abraão, o nosso pai, não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque?
Não vês como a fé acompanhava as suas obras, e que a fé foi consumada pelas obras?
E se cumpriu a Escritura, que diz: "Abraão creu em Deus, e lhe foi imputado à justiça, e foi chamado amigo de Deus."
Vedes, então, que o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé.
E de igual modo Raabe, a meretriz, não foi também justificada pelas obras, quando recolheu os emissários e os despediu por outro caminho?
Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.

(Tiago 2:14-26) Tiago


Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis.

(Marcos 11:24)


E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos.
E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará.

(Mateus 24:11-12)


Quando vos puserdes de pé para orar, se tiverdes alguma coisa contra alguém, perdoai-lhe primeiro, para que o Vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe também os vossos pecados.
Porque, se não perdoardes, também o Vosso Pai que está nos céus não perdoará as vossas ofensas."

(Marcos 11:25-26)


Jesus e seus discípulos voltaram outra vez a Jerusalém. E andando Jesus pelo templo, acercaram-se dele os príncipes dos sacerdotes, os escribas e os anciãos,
e perguntaram-lhe: "Com que direito fazes isto? Quem te deu autoridade para fazer essas coisas?"
Respondeu-lhes Jesus: Eu vos perguntarei uma coisa; respondei-me, pois, e eu vos direi com que autoridade faço estas coisas.
O batismo de João era do céu, ou dos homens? respondei-me.
Ao que eles arrazoavam entre si: Se dissermos: Do céu, ele dirá: Então por que não o crestes?
Se, ao contrário, dissermos: Dos homens, tememos o povo." Com efeito, tinham medo do povo, porque todos julgavam ser João deveras um profeta.
Responderam, pois, a Jesus: Não sabemos. Replicou-lhes ele: Nem eu vos digo com que autoridade faço estas coisas.

(Marcos 11:27-33)


... revelou-se a Palavra do Senhor no deserto, a João, filho de Zacarias.
E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o Batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados,
segundo o que está escrito no livro das palavras do profeta Isaías, que diz: "Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; endireitai as suas veredas.
Todo o vale será aterrado, todo monte e colina serão rebaixados, os caminhos tortuosos serão endireitados, os ásperos, aplainados,
e todo o homem verá a salvação de Deus."

Dizia, pois, João à multidão que saía para ser batizada por ele: "Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira que está para vir?
Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento
e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai, porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.
E também já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não dá bom fruto é cortada e lançada no fogo."
E a multidão o interrogava, dizendo: "Que faremos, pois?"
Respondendo dizia-lhes: "Quem tem duas túnicas, dê uma a quem não tem. E quem tem alimentos, faça o mesmo."
E chegaram também uns publicanos, para serem batizados, e disseram-lhe: "Mestre, que devemos fazer?"
E ele lhes disse: "Não peçais mais do que aquilo que vos está ordenado."
Interrogavam-no também os soldados, dizendo: "E nós que faremos?" Ele disse-lhes: "Não façais violência a ninguém, nem denuncieis falsamente e contentai-vos com o vosso soldo."

(Lucas 3:2b-14)



O Administrador Infiel >>
Menu
Menu Principal
<< Nascer do Espírito

^