JESUS E ELIAS


  • Elias combate a idolatria
  • Elias não morreu
  • Elias voltará por causa da idolatria



E olhando eles em derredor, já não viram a ninguém, senão só a Jesus com eles.
Enquanto desciam do monte, Jesus ordenou-lhes que a ninguém contassem o que tinham visto, senão depois que o Filho do Homem houvesse ressuscitado dos mortos.
E eles guardaram segredo, disputando entre si sobre o que significava aquela Palavra. Até que houvesse ressuscitado dos mortos.
E interrogaram-no dizendo: “Por que dizem os escribas que é necessário que Elias venha primeiro?”

(Marcos 9:8-11)


E Acabe, filho de Omri,começou a reinar sobre Israel no ano trigésimo oitavo de Asa, rei de Judá; e reinou Acabe, filho de Omri, sobre Israel em Samaria, vinte e dois anos.
E fez Acabe, filho de Omri, o que era mal aos olhos do Senhor, mais do que todos os que foram antes dele.
E sucedeu que (como se fora coisa leve andar nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate), ainda tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios; e foi, e serviu a Baal, e se curvou diante dele.
Erigiu um altar a Baal no templo que lhe edificou em Samaria.
E plantou um bosque sagrado, de maneira que Acabe fez muito mais para irritar ao Senhor, Deus de Israel, do que todos os reis de Israel que foram antes dele.

(1Reis 16:29-33)


Mas Elias tesbita, um dos habitantes de Galaad, disse a Acabe: “Vive o Senhor Deus de Israel, perante cuja face estou, que nestes anos nem orvalho nem chuva haverá, senão segundo a Minha Palavra.
Depois, veio a ele a Palavra do Senhor, dizendo:
“Vai-te daqui, e vira-te para o Oriente, e esconde-te junto ao ribeiro de Querite, que está diante do Jordão.
E há de ser que beberás do ribeiro; e eu tenho ordenado aos corvos que ali te sustentem.”
Foi, pois, e fez conforme a Palavra do Senhor, porque foi e habitou junto ao ribeiro de Querite, que está diante do Jordão.
E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã, como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro.
E sucedeu que, passados dias, o ribeiro se secou, porque não tinha havido chuva na Terra.
Falou-lhe, pois, o Senhor, dizendo:
“Levanta-te e vai a Serepta, que é de Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei ali a uma mulher viúva que te sustente.”
Então, ele se levantou e se foi a Serepta: e, chegando à porta da cidade, eis que estava ali uma mulher viúva apanhando lenha; e ele a chamou e lhe disse: “Traze-me, peço-te, numa vasilha um pouco de água que beba.”
E, indo ela a buscá-la, ele a chamou e lhe disse: “Traze-me, agora, também um bocado de pão na tua mão.”
Ela respondeu-lhe: “Viva o Senhor teu Deus, que eu não tenho pão senão somente um pouco de farinha na panela, e um pouco de azeite na ânfora; eis que ando juntando uns gravetos, a fim de ir cozer para mim e para meu filho, para comermos, e depois morreremos.”
Elias disse-lhe: “Não temas, mas vai e faze como disseste, mas faze primeiro para mim desse pouco de farinha um pãozinho cozido debaixo do rescaldo e traze-mo: para ti e para teu filho o farás depois.
Porque eis o que diz o Senhor, Deus de Israel: a farinha que está na panela não se acabará, e a ânfora de azeite não se esvaziará, até o dia em que o Senhor fizer chover sobre a face da Terra.”
E foi ela e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias.
A farinha não se acabou na panela nem se esgotou o óleo da ânfora, como o Senhor o tinha dito pela boca de Elias.
Algum tempo depois, o filho desta mulher, dona da casa, adoeceu, e seu mal era tão grave, até que nele nenhum fôlego ficou.
A mulher disse a Elias: “Que há entre nós dois, homem de Deus? Vieste, pois, à minha casa para lembrar-me os meus pecados e matar o meu filho?”

(1Reis 17:1-18)


Ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem os olhos como uma chama de fogo, e cujos pés são semelhantes ao bronze fino.
Conheço as tuas obras, a tua caridade, o teu serviço, a tua fé, a tua paciência e as tuas últimas obras são mais numerosas do que as primeiras.
Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetiza; ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.
Eu porém, lhe dei tempo para fazer penitência, e ela não quer arrepender-se da sua prostituição.
Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteraram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras.
E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda as mentes e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.
Mas a vós e a todos os outros de Tiatira que não seguem esta doutrina e que não conhecem as profundezas de Satanás – como eles dizem – digo-vos: Não vos imporei outro fardo.
Todavia guardai bem aquilo que tendes até que eu venha.
E àquele que vencer e que praticar as minhas obras até o fim, eu lhe darei poder sobre as nações,
e com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de Meu Pai,
dar-lhe-ei a estrela da manhã.
Quem tem ouvidos ouça o que Espírito diz às igrejas.

(Apocalipse 2:18-29) Jesus


Então, falou Deus todas estas Palavras, dizendo:
"Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da Terra do Egito, da casa da servidão.
Não terás outros deuses diante de mim.
Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem embaixo da terra, nem nas águas debaixo da terra.
Não te prostrarás diante delas e não lhes prestarás culto. Eu sou o Senhor teu Deus, um Deus zeloso que vingo a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem."

(Êxodo 20:1-5)


A mulher disse a Elias: “Que há entre nós dois, homem de Deus? Vieste, pois, à minha casa para lembrar-me os meus pecados e matar o meu filho?”
E ele lhe disse: “Dá-me o teu filho.” E ele o tomou do seu regaço, e o levou para cima, ao quarto, onde ele mesmo habitava, e o deitou em sua cama.
E clamou ao Senhor e disse: “Ó Senhor, meu Deus, também a esta viúva, com quem eu moro, afligiste, matando-lhe seu filho?”
Então, se mediu sobre o menino três vezes, e clamou ao Senhor, e disse: “Ó Senhor, Meu Deus, rogo-te que torne a alma deste menino a entrar nele.”
E o Senhor ouviu a voz de Elias; e a alma do menino, tornou a entrar nele, e reviveu.
E Elias tomou o menino, e o trouxe do quarto à casa, e o deu a sua mãe; e disse Elias: "Vês aí, teu filho vive."
Então a mulher disse a Elias: “Nisto conheço, agora, que tu és homem de Deus e que a Palavra do Senhor na tua boca é verdade.”

(1Reis 17:18-24)


Muito tempo depois dirigiu o Senhor a sua Palavra a Elias, no terceiro ano dizendo: “Vai e mostra-te a Acabe, porque darei chuva sobre a Terra.”
E foi Elias mostrar-se a Acabe; e a fome era extrema em Samaria.

(1Reis 18:1-2)


E sucedeu que, vendo Acabe a Elias, disse-lhe Acabe: “És tu o perturbador de Israel?”
Elias respondeu: “Não sou eu que perturbei Israel, mas és tu e a casa de teu pai, por terdes deixado os Mandamentos do Senhor, e por terdes seguido os ídolos.
Mas, não obstante, manda agora, e faze juntar todo o povo de Israel no Monte Carmelo, como também os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal, os quatrocentos profetas dos bosques, que comem da mesa de Jezabel."
Então enviou Acabe os mensageiros a todos os filhos de Israel e ajuntou os profetas no monte Carmelo.
Então, Elias se chegou a todo o povo e disse: “Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o e, se Baal, segui-o!” Porém o povo lhe não respondeu nada.
Então disse Elias ao povo: “Só eu fiquei por profeta do Senhor...

(1Reis 18:17-22a)


Quando Jezabel massacrou os profetas do Senhor, Abdias tomou cem profetas e escondeu-os em duas cavernas, cinquenta numa e cinquenta noutra, e sustentou-os com pão e água.

(1Reis 18:4)


Então, disse Elias ao povo: “Só eu fiquei por profeta do Senhor, e os profetas de Baal são quatrocentos e cinquenta homens.
Dêem-nos dois bois; escolham eles para si um boi, e, fazendo-oem pedaços, ponham-no sobre a lenha, mas não lhe ponham fogo por baixo; eu tomarei a outro boi; pô-lo-ei sobre a lenha e também não lhe porei fogo por baixo.
Invocareis vós os nomes dos vossos deuses, e eu invocarei o Nome do Meu Senhor. O Deus que ouvir, mandando fogo, esse seja considerado o (verdadeiro) Deus.” Todo o povo respondendo disse: “Ótima proposta.”
Disse, pois, Elias aos profetas de Baal: “Escolhei para vós um boi e começai vós primeiro, porque sois em maior número; invocai os nomes dos vossos deuses e não ponhais fogo por baixo.”
Eles, pois, tomando o boi que lhes foi dado, sacrificaram-no, e invocaram o nome de Baal, desde manhã até ao meio-dia dizendo: “Baal ouve-nos.” Mas não se percebia voz, nem havia quem respondesse. E saltavam diante do altar que tinham feito.
E sucedeu que, ao meio-dia, Elias zombava deles e dizia: “Clamai em altas vozes, porque ele é um deus; pode ser que esteja falando, ou que tenha alguma coisa que fazer, ou em viagem, ou dorme e necessita que o acordem.”
Eles gritavam, com efeito, em alta voz, e retalhavam-se segundo o seu costume, com espadas e lanças, até se cobrirem de sangue.
Passado o meio-dia, enquanto continuavam em seus transes proféticos, chegou o tempo em que era costume oferecer-se o sacrifício, e não se ouvia voz, nem havia quem respondesse, nem ouvisse os seus rogos.
Então, Elias disse a todo o povo: "Chegai-vos a mim." E todo o povo se chegou a ele; e reparou o altar do Senhor, que estava quebrado.
Tomou doze pedras, segundo o número das doze tribos saídas dos filhos de Jacó, a quem o Senhor dissera: “Tu te chamarás Israel.”
E erigiu com essas pedras um altar ao Senhor. Fez em volta do altar uma valeta, com a capacidade de duas medidas de semente.
Acomodou a lenha, dividiu o boi em quartos, pô-lo sobre a lenha,
e disse: “Enchei de água quatro cântaros e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha.” E disse: “Fazei-o segunda vez;” e o fizeram segunda vez. Disse ainda: “Fazei-o terceira vez;” e o fizeram terceira vez.
A água correu em volta do altar e a valeta ficou cheia.
Sendo já o tempo de se oferecer o holocausto, chegando-se o profeta Elias, disse: “Ó Senhor Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme a tua Palavra fiz todas estas coisas.
Ouvi-me, Senhor, ouvi-me: que este povo reconheça que vós, Senhor, sois Deus, e que sois vós que converteis os seus corações!”
Então, subitamente, o fogo do Senhor baixou do céu e consumiu o holocausto, a lenha as pedras, a poeira e até mesmo a água da valeta.
O que vendo todo o povo caiu sobre os seus rostos e disse: “Só o Senhor é Deus! Só o Senhor é Deus!”
Elias disse-lhes: “Tomai agora os profetas de Baal; não deixeis escapar um só deles!” Tendo-os o povo agarrado, Elias levou-os ao vale de Cison e ali os matou.
Então disse Elias a Acabe: “Sobe, come e bebe, porque ruído há de uma abundante chuva.”
E Acabe subiu a comer e a beber; mas Elias subiu ao cume do Carmelo, e se inclinou por terra, e meteu o seu rosto entre os seus joelhos.
Depois disse a seu servo: "Suba e olhe para o lado do mar." O servo subiu, olhou e disse: "Não se vê nada." Elias disse: "Volte até sete vezes."
Na sétima vez o servo respondeu: “Eis que sobe do mar pequena nuvem, do tamanho da palma da mão.” Elias disse-lhe: “Sobe e dize a Acabe: Aparelha o teu carro e desce, para que a chuva não te apanhe.”
E sucedeu que, entretanto, os céus se enegreceram com nuvens e vento, e veio uma grande chuva; e Acabe subiu ao carro e foi para Jezreel.
E a mão do Senhor estava sobre Elias, o qual cingiu os lombos, e veio correndo perante Acabe, até a entrada de Jezreel.

(1Reis 18:22-46)


E Acabe fez saber a Jezabel tudo quanto Elias havia feito e como totalmente matara todos os profetas à espada.
Jezabel enviou um mensageiro a Elias, dizendo: “Os deuses me tratem com toda a sua severidade, se amanhã, a esta mesma hora, não te fizer perder a vida, como tu fizeste perder a cada um deles.”
Elias teve medo, e partiu para salvar a sua vida. Chegando a Bersabéia, em Judá, deixou ali o seu servo.
E andou pelo deserto um dia de caminho. Sentou-se debaixo de um junípero e desejou a morte: “Basta, Senhor, disse ele; tirai-me a vida porque não sou melhor do que meus pais.”
Lançou-se por terra e adormeceu à sombra do junípero. E eis que um anjo do Senhor o tocou e lhe disse: “Levanta-te e come.”
Olhou e viu junto à sua cabeça um pão cozido debaixo da cinza e um vaso de água; comeu, pois, bebeu e tornou a adormecer.
Veio o anjo do Senhor uma segunda vez, tocou-o e disse: “Levanta-te e come, porque tens um longo caminho a percorrer.”
Levantou-se, pois, e comeu, e bebeu, e, com a força daquela comida, caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o Monte de Deus.
E ali entrou numa caverna e passou ali à noite; e eis que a Palavra do Senhor veio a ele e lhe disse: “Que fazes aqui, Elias?”
E ele disse: “Tenho sido muito zeloso pelo Senhor, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel abandonaram a tua Aliança, destruíram os teus altares, mataram os teus profetas à espada. Eu fiquei só e procuram-me para me tirarem a vida.”
O Senhor disse-lhe: “Sai e conserva-te em cima do Monte na presença do Senhor: ele vai passar.” Nesse momento passou diante do Senhor um vento impetuoso e violento, que fendia as montanhas e quebrava os rochedos; mas o Senhor não estava naquele vento. Depois do vento, a terra tremeu; mas o Senhor não estava no tremor de terra.
Passado o tremor de terra, acendeu-se um fogo; mas o Senhor não estava no fogo ouviu-se o murmúrio de uma brisa ligeira.
E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: “Que fazes aqui Elias?”
E ele disse: “Eu tenho sido em extremo zeloso pelo Senhor, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel abandonaram a tua Aliança, destruíram teus altares mataram teus profetas à espada e eu fiquei só, e eles procuram-me para me tirarem a vida.”
O Senhor disse-lhe: “Retoma o caminho do deserto, na direção de Damasco. Ali chegando, ungirás Hazael como rei da Síria,
e a Jeú, filho de Nansi, ungirás para rei sobre Israel; a Eliseu, filho de Safat, que é de Abelmeula, o ungirás profeta em teu lugar.
E acontecerá que todo o que escapar à espada de Hazael, Jeú o matará; e todo o que escapar à espada de Jeú, Eliseu o matará.
Mas reservarei em Israel sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal, e cujos lábios não o beijaram.”
Partiu, pois Elias...

(1Reis 19:1-19a)



OUTRA VEZ ELIAS FAZ DESCER FOGO DO CÉU POR CAUSA DA IDOLATRIA




Acabe morreu; e Acazias, seu filho, reinou em seu lugar.

(1Reis 22:40)


E Acazias, filho de Acabe, começou a reinar em Samaria, no ano dezessete de Josafá, rei de Judá; e reinou dois anos em Israel.
E fez o que era mau aos olhos do Senhor; porque andou nos caminhos de sua mãe, e nos caminhos de Jeroboão, filho de Nebate, que fez pecar a Israel.
Prestou culto a Baal e o adorou, provocando a ira do Senhor, Deus de Israel, como o fizera seu pai.

(1Reis 22:52-54)


E, depois da morte de Acabe, Moab se revoltou contra Israel.
E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, que tinha em Samaria, e adoeceu; e enviou mensageiros e disse-lhes: “Ide e perguntai a Baal-Zebute, deus de Ecrom se sararei desta doença."
Mas o anjo do Senhor falou a Elias, o tesbita: “Sobe ao encontro dos mensageiros do rei da Samaria, e dize-lhes: Porventura, não há Deus em Israel, para irdes consultar a Baal-Zebute, deus de Ecrom?
Por isso eis o que diz o Senhor: Não te levantarás da cama em que jazes, mas certissimamente morrerás." E Elias partiu.
E os mensageiros voltaram para o rei, e ele lhes disse: “Que há que voltastes?”
E eles lhe disseram: “Um homem nos saiu ao encontro e nos disse: Ide voltai para o rei que vos mandou e dizei-lhe: Assim diz o Senhor: Porventura, não há Deus em Israel, para que mandes consultar a Baal-Zebute, deus de Ecrom?
Por isso não te levantarás da cama em que jazes, mas certissimamente morrerás." E Elias partiu.
E ele lhes disse: “Qual era o trajo do homem que vos veio ao encontro e vos falou estas palavras?”
E eles lhe disseram: “Era um homem vestido de pelos e com os lombos cingidos de um cinto de couro.” O rei disse: "É Elias, o tesbita."
Imediatamente enviou-lhe o rei um chefe com seus cinquenta homens. Este foi ter com Elias, que estava sentado no cimo dum monte, e disse-lhe: “Ó homem de Deus, desce depressa, pois é ordem do rei.”
Elias respondeu: “Se sou um homem de Deus, venha fogo do céu e vos devore, a ti e aos teus cinquenta homens.” E o fogo, caindo do céu, devorou o chefe e seus cinquenta homens.
O rei mandou outro chefe com os seus cinquenta homens, o qual chegando aonde estava Elias, lhe disse: “Ó homem de Deus, esta é a ordem do rei: desce imediatamente.”
“Se sou homem de Deus, respondeu Elias, venha fogo do céu e te devore com os teus cinquenta homens.” E o fogo caindo do céu, devorou o chefe e seus cinquenta homens.
Pela terceira vez, mandou o rei um chefe com seus cinquenta homens, o qual chegando aonde estava Elias, pôs-se de joelhos e suplicou-lhe, dizendo: “Peço-te, ó homem de Deus, que a minha vida tenha algum valor aos teus olhos e a destes cinquenta homens teus servos.
Veio fogo do céu e devorou os dois primeiros chefes; mas agora, que minha vida tenha algum valor aos teus olhos!”
O anjo do Senhor falou a Elias, dizendo: “Desce com ele, não temas.” Levantou-se, pois, e desceu com este capitão para ir ter com o rei,
e disse-lhe: “Assim diz o Senhor: Por que enviaste mensageiros a consultar a Baal-Zebute, deus de Ecrom? Por isso não te levantarás da cama em que jazes, mas certissimamente morrerás."
Morreu, pois Acazias conforme a Palavra do Senhor, que Elias pronunciou...

(2Reis 1:1-17a)



ELIAS NÃO MORREU




Sucedeu, pois, que, havendo o Senhor de elevar a Elias num redemoinho ao céu, Elias e Eliseu partiram de Gálgala.

(2Reis 2:1)


Continuando o seu caminho, entretidos a conversar, eis que de repente um carro de fogo com cavalos de fogo os separou um do outro, e Elias subiu ao céu num turbilhão.

(2Reis 2:11)



ELIAS VOLTARÁ POR CAUSA DA IDOLATRIA




Dizia-lhes também: “Em verdade vos digo, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o Reino de Deus com poder.”
Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, e os levou sozinhos a um monte alto e afastado. E transfigurou-se diante deles.
E as suas vestes tornaram-se resplandecentes, em extremo brancas como a neve, tais como nenhum lavadeiro sobre a Terra as poderia branquear.
E lhes apareceu Elias com Moisés a falar com Jesus.
Pedro tomou então a palavra e disse a Jesus: “Mestre, é bom estarmos aqui! Façamos três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias."
Porque não sabia o que dizer, tão grande era o pavor que os dominava.
E desceu uma nuvem que os cobriu com a sua sombra, e saiu da nuvem uma voz, que dizia: “Este é meu Filho amado; a ele ouvi.”

(Marcos 9:1-7)


Vós perscrutais as Escrituras, julgando encontrar nelas a vida eterna. Pois bem! São elas mesmas que dão testemunho de mim.
Mas vocês não querem vir a mim para terem vida.

(João 5:39-40) Jesus


Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

(João 3:16) Jesus


Quem Crê no Filho, tem a vida eterna. E quem não crê no Filho, não verá a vida, mas sobre esse paira a ira de Deus.”

(João 3:36) Jesus


Jesus falou essas coisas e, levantando os olhos ao céu, disse: "Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti,
pois que lhe deste poder sobre toda a criatura, para que dê a vida eterna a todos os que lhe confiaste.
E a vida eterna consiste nisto: Que te conheçam a ti, por Único Deus Verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.

(João 17:1-3)


O que crê no Filho de Deus, tem em si o testemunho de Deus. O que não crê no Filho, faz Deus mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus deu de seu Filho.
O testemunho é este: Que Deus deu-nos a vida eterna. Esta vida está em seu Filho.
Aquele que tem o Filho, tem a vida; aquele que não tem o Filho, não tem a vida.
Isto vos escrevi para que saibais que tendes a vida eterna, vós que credes no nome do Filho de Deus.

(1João 5:10-13) João Evangelista


... e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.

(Apocalipse 19:13b)


E olhando eles em derredor, já não viram a ninguém, senão só a Jesus com eles.
Enquanto desciam do monte, Jesus ordenou-lhes que a ninguém contassem o que tinham visto, senão depois que o Filho do Homem houvesse ressuscitado dos mortos.
E eles guardaram segredo, disputando entre si sobre o que significava aquela Palavra. Até que houvesse ressuscitado dos mortos.
E interrogaram-no dizendo: “Por que dizem os escribas que é necessário que Elias venha primeiro?”
E, respondendo ele, disse-lhes: “Em verdade Elias virá primeiro e todas as coisas restaurará; de fato, não está porventura escrito, a respeito do Filho do Homem, que ele deve padecer muito e ser desprezado?"

(Marcos 9:8-12)


E, ao terceiro dia, fizeram-se umas Bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus.
E foram também convidados Jesus e os seus discípulos para as Bodas.
E, faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: “Não tem vinho.”
Disse-lhe Jesus: "Mulher, que tenho eu contigo?...

(João 2:1-4a)


Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, Mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos...

(Apocalipse 2:20a)



Maria não é Virgem >>
Menu
Menu Principal
<< Jesus e Moisés

^