MALIGNA É ESTA GERAÇÃO
(Lucas 11:29b) Jesus


  • A Lei - o pão sem fermento
  • O sacrifício derramado
  • O jejum
  • A parábola dos maus lavradores
  • Dai a Deus o que é de Deus
  • O Senhor despreza os que desprezam sua Palavra



Moisés convocou todo o Israel e disse-lhe: “Ouve, ó Israel, as Leis e os preceitos que hoje proclamo aos teus ouvidos: aprende-os e pratica-os cuidadosamente.
O Senhor, Nosso Deus, fez uma Aliança conosco no Hobeb.
Não foi com os nossos pais que o Senhor fez essa Aliança, mas conosco, que estamos hoje aqui ainda vivos.
Face a face o Senhor falou conosco, no Monte, do meio do fogo.
E eu fui naquele tempo, o intérprete e o mediador entre o Senhor e vós para vos anunciar as suas Palavras, porque vós temestes aquele fogo, e não subistes ao Monte. Ora ele disse:
Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.
Não terás na minha presença deuses estranhos.
Não farás para ti escultura, nem imagem alguma de tudo o que há no alto do céu ou embaixo da terra, ou que habita nas águas debaixo da terra.
Não te prostrarás diante delas para render-lhes culto, porque eu, o Senhor, teu Deus, sou um Deus zeloso, que castiga a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem;
mas uso de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os Meus Mandamentos.
Não tomarás o Nome do Senhor, teu Deus em vão, porque o Senhor não terá por inocente ao que tomar o Seu Nome em vão.
Guardarás o dia do Sábado e o santificarás, como te ordenou o Senhor, teu Deus.
Trabalharás seis dias e nelas farás todas as tuas obras;
mas no sétimo dia, que é o repouso do Senhor, teu Deus, não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu servo, nem tua serva, nem teu boi, nem teu jumento, nem teus animais, nem o estrangeiro que vive dentro de teus muros, para que o teu escravo e a tua serva descansem como tu;
porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito e que o Senhor, teu Deus, te tirou dali com mão forte e braço estendido; pelo que o Senhor, teu Deus, te ordenou que guardassem o dia de Sábado.

(Deuteronômio 5:1-15)


Tereis muito cuidado em praticar tudo o que hoje vos prescrevo, para que possais viver e multiplicar-vos, e entrar na possessão da terra que o Senhor jurou dar a vossos pais.
E recordar-te-ás de todo o caminho por onde o Senhor teu Deus te conduziu pelo deserto durante quarenta anos, para te castigar, e para te provar e para que se tornasse manifesto o que estava dentro de teu coração, se guardarias ou não seus Mandamentos.
Afligiu-te com a fome, e deu-te por sustento o maná, que tu e teus pais desconhecíeis, para te mostrar que o homem não vive só de pão mas de toda a Palavra que sai da boca de Deus.

(Deuteronômio 8:1-3)


Guardai, pois a Festa dos Pães Asmos, porque naquele mesmo dia tirei vossos exércitos da terra do Egito; pelo que guardareis este dia nas vossas gerações por estatuto perpétuo.
No primeiro mês, desde a tarde do décimo quarto dia do mês até a tarde do vigésimo primeiro, comereis pães sem fermento.
Durante sete dias não se achará fermento em vossas casas; todo o que comer pão fermentado, perecerá aquela alma do meio do ajuntamento de Israel, quer ele seja estrangeiro, quer natural do país.
Não comereis nada fermentado, em todas as vossas habitações comereis pães asmos.

(Êxodo 12:17-20)


Estava, pois, perto a Festa dos Pães Asmos, chamada de Páscoa.
Os príncipes dos sacerdotes e os escribas procuravam modo de matar Jesus; porém temiam o povo.
Entrou, porém, Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, o qual era do número dos doze.
Judas foi procurar os príncipes dos sacerdotes e os oficiais para se entender com eles sobre o modo de lho entregar,
os quais se alegraram e convieram em lhe dar dinheiro.
Ele concordou. E procurava ocasião propícia de o entregar longe do povo.
Chegou, porém, o dia da Festa dos Pães Asmos, em que era preciso imolar o cordeiro;
e Jesus enviou Pedro e João, dizendo: "Ide preparar-nos o necessário para comermos o cordeiro pascal!"
Perguntaram-lhe: "Onde queres que o preparemos?"
E ele lhes disse: "Eis que quando entrardes na cidade, encontrareis um homem levando um cântaro de água; segui-o à casa em que ele entrar.
E dizei ao dono da casa: O Mestre manda-te dizer: Onde é a sala em que hei de comer o cordeiro pascal com os meus discípulos?
Ele vos mostrará uma grande sala toda ornada; preparai aí o necessário."
Foram, pois, e acharam tudo como Jesus lhes dissera; e preparam a Páscoa.
Chegada que foi a hora, Jesus pôs-se à mesa, e com ele os apóstolos.
Disse-lhes: "Tenho ardentemente desejado comer convosco esta Páscoa, antes de padecer.
Pois vos digo: não tornarei a comê-la, até que ela se cumpra no Reino de Deus."
E, tomando o cálice e havendo dado graças,disse: "Tomai e reparti entre vós,
porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o Reino de Deus."
E tomando o pão e havendo dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: "Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isso em memória de mim."

(Lucas 22:1-19) Jesus


... e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.

(Apocalipse 19:13b)


Ora, os discípulos de João e os fariseus jejuavam; e foram e disseram-lhe: "Por que jejuam os discípulos de João e o dos fariseus, e não jejuam os teus discípulos?"
Jesus respondeu: "Vocês acham que os convidados de um casamento podem fazer jejum enquanto o noivo está com eles?
Dias virão, porém, em que o esposo lhes será tirado, e então jejuarão.
Ninguém põe um remendo de pano novo em roupa velha; porque o remendo novo repuxa o pano e o rasgo fica maior ainda.
E ninguém guarda vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho fará arrebentar os odres, e perde-se o vinho e os odres. Vinho novo deve colocar-se em odres novos."

(Marcos 2:18-22)


Do mesmo modo tomou também o cálice, depois de cear, dizendo: "Este cálice é a Nova Aliança em Meu Nome, que é derramado por vós."

(Lucas 22:20) Jesus


E, ao terceiro dia, fizeram-se umas Bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus.
E foram também convidados Jesus e os seus discípulos para as Bodas.
E, faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não tem vinho.
Disse-lhe Jesus: "Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.

(João 2:1-4)


Mas também estes erram por causa do vinho e com a bebida forte se desencaminham; até o sacerdote e o profeta erram por causa da bebida forte; são absorvidos do vinho, desencaminham-se por causa da bebida forte, andam errados na visão e tropeçam no juízo.
Porque todas as suas mesas estão cheias de vômitos e de imundícia, não há nenhum lugar limpo.
A quem ensinará a ciência? A quem dará a inteligência da sua palavra? Aos meninos acabados de desmamar, aos que acabam de deixar os peitos maternos?
Porque é mandamento sobre mandamento, regra sobre regra - um pouco aqui, um pouco ali.
Pelo que, por lábios estranhos e por outra língua, falará a este povo,
ao qual disse: Aqui é o meu descanso, reparai as forças do que está fatigado, e este é o meu refrigério; e eles não quiseram ouvir-me.
Assim, pois, a Palavra do Senhor lhes será mandamento sobre mandamento, mandamento e mais mandamento, regra sobre regra, regra e mais regra; um pouco aqui, um pouco ali; para que vão e caiam para trás, fiquem esmigalhados, metidos no laço e presos.
Por esta causa ouvi a Palavra do Senhor, homens escarnecedores, que dominam sobre o meu povo, que está em Jerusalém.
Porque vós dissestes: "Nós fizemos um concerto com a morte, fizemos um pacto com o inferno. Quando passar o flagelo da inundação, não virá sobre nós, porque pusemos a nossa confiança na mentira e pela mentira fomos protegidos."
Portanto, assim diz o Senhor Jeová: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada; aquele que crer não se apresse.

(Isaías 28:7-16)


E começou a dizer ao povo esta parábola: "Certo homem plantou uma vinha, e arrendou a uns lavradores, e partiu para fora da terra por muito tempo.
E no devido tempo, mandou um servo aos lavradores, para que lhe dessem dos frutos da vinha; mas os lavradores, espancando-o, mandaram-no vazio.
Tornou a enviar outro servo, e feriram também a este e, cobrindo-o de afrontas, o expulsaram de mãos vazias.
E tornou ainda a mandar um terceiro; mas eles, ferindo também a este, o expulsaram.
Disse então o senhor da vinha: Que hei de fazer? Mandarei meu filho amado. Certamente, quando o virem, o respeitarão.
Mas vendo-o os lavradores, arrazoaram entre si dizendo: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, para que a herança seja nossa.
Arrastando-o fora da vinha, o mataram. Por isso, que haverá de fazer deles o dono da vinha?
Irá, e destruirá estes lavradores, e dará a outros a vinha." E, ouvindo eles isso, disseram: "Não seja assim!"
Fitando neles os olhos, Jesus disse-lhes: "Que significa então o que está escrito: A pedra que os construtores rejeitaram veio a tornar-se pedra angular?
Todo aquele que cair sobre esta pedra ficará despedaçado, e aquele sobre quem ela cair ficará esmagado."

E os principais dos sacerdotes e os escribas procuravam lançar mão dele naquela mesma hora; mas temeram o povo, porque entenderam que contra eles dissera esta parábola.
Não o perdendo de vista, mandaram espias que se disfarçassem em homens de bem, para o apanharem no que dizia, a fim de o poderem entregar à autoridade e ao poder do governador.
Perguntaram-lhe eles: "Mestre, sabemos que falas e ensinas com retidão e que, sem fazer acepção de pessoa alguma, ensinas o caminho de Deus segundo a verdade.
Devemos nós pagar tributo a César ou não?"
E entendendo a astúcia deles, disse-lhes: "Por que me tentais?
Mostrai-me uma moeda. De quem é a imagem e a inscrição?" Respondendo, disseram-lhe: "De César." Então disse-lhes:
"Dai portanto, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus."
E não puderam criticar as suas Palavras diante do povo, antes, admirados da sua resposta, calaram-se.

(Lucas 20:9-26)


"O filho honra seu pai e o servo reverência o seu senhor. Se eu, pois, sou Vosso Pai, onde está a minha honra? E se eu sou Vosso Senhor, onde está o temor que se me deve?" diz o Senhor dos Exércitos. "Convosco falo, ó sacerdotes, que desprezais o Meu Nome e que dizeis: Em que desprezamos nós o Teu Nome?
Vós ofereceis sobre o meu altar um pão imundo e dizeis: Em que te profanamos nós? Nisso que dizeis: A mesa do Senhor é desprezível."

(Malaquias 1:6-7)


Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrifício ao ídolo é alguma coisa?
Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios.
Não podeis beber ao mesmo tempo o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. Não podeis participar ao mesmo tempo da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.

(1Coríntios 10:19-21) Paulo



Página 2 >>
Menu
Menu Principal
<< O Sábado foi feito por causa do Homem

^