O ADMINISTRADOR INFIEL


  • A porta estreita
  • A casa construída sobre a rocha
  • A parábola das Bodas
  • O Reino de Jesus nao é deste mundo
  • Geração adúltera e pecadora



Jesus disse também a seus discípulos: "Havia um homem rico que tinha um administrador. Este lhe foi denunciado de ter dissipado os seus bens.
Ele chamou o administrador e lhe disse: Que é que ouço dizer de ti? Presta conta da tua administração, pois já não poderás administrar meus bens.
Disse então o administrador consigo mesmo: Que farei, agora que meu patrão tira de mim a administração? De capinar não sou capaz. De mendigar tenho vergonha.
Já sei o que hei de fazer para que haja quem me receba em sua casa quando for despedido da minha administração.
E, chamando a si cada um dos devedores do seu senhor, disse ao primeiro: quanto deves ao meu senhor?
Ele respondeu: Cem medidas de azeite. Disse-lhe: Toma a tua conta, senta-te depressa e escreve: cinquenta.
Depois perguntou ao outro: Tu, quanto deves? Respondeu: Cem medidas de trigo. Disse-lhe o administrador: Toma os teus papéis e escreve: oitenta.
O patrão elogiou esse administrador iníquo, por ter agido com esperteza, porque os filhos deste mundo são mais espertos do que os filhos da luz, no trato com seus semelhantes.
E eu vos digo: Guardai para vós amigos com a falsa riqueza, para que, quando ela vier a faltar, vos recebam nas tendas eternas.
Quem é fiel nas coisas pequenas, também é fiel nas grandes. E quem é injusto nas coisas pequenas, também nas grandes é injusto.
Portanto se na riqueza falsa não fostes fiéis, quem confiará a verdadeira?
E se não fostes fiéis nas coisas alheias, quem vos dará o que é vosso?

Servo algum pode servir a dois senhores; ou há de aborrecer a um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro."
Ora os fariseus, que eram amigos do dinheiro, ouviam todas estas coisas e zombavam dele.

Jesus disse-lhes: "Vós sois aqueles que pretendeis passar por justos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações; porque o que é excelente segundo os homens é abominação diante de Deus.
A Lei e os profetas chegaram até João. Daí por diante se anuncia o Reino de Deus, e cada um faz força para nele entrar.

(Lucas 16:1-16)


"Entrai pela porta estreita, porque é larga a porta e espaçoso o caminho que leva para a perdição, e são muitos os que entram por ela.
Como é apertada a porta e estreito o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que a encontram!

Cuidado com os falsos profetas, que vêm a vós em peles de ovelha, mas por dentro são lobos roubadores!
Pelos seus frutos é que os reconhecereis. Porventura, colhem-se uvas de espinheiros, ou figos de abrolhos?
Assim, toda árvore boa produz frutos bons, e a árvore má produz frutos maus.
Não pode uma árvore boa produzir frutos maus, nem uma árvore má produzir frutos bons.
Toda árvore que não dá bom fruto, será cortada e lançada no fogo.
Portanto, é pelos seus frutos que os reconhecereis.
Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não pregamos nós em Vosso Nome, e não foi em Vosso Nome que expulsamos os demônios e fizemos muitos milagres?
Então, eu lhes direi bem alto: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.
Portanto, todo aquele que ouve essas Minhas Palavras, e as pratica, será semelhante ao homem prudente que edificou sua casa sobre rocha.
Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos, investiram contra aquela casa e ela não caiu, porque estava fundada sobre rocha.
Todo o que ouve estas Minhas Palavras e não as pratica, será semelhante ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre areia.
Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos, investiram contra aquela casa e ela caiu, e foi grande a sua ruína."
Quando Jesus concluiu essas palavras, aconteceu que as multidões se admiravam de sua doutrina,
porque os ensinava, como quem tinha autoridade, e não como os seus escribas.

(Mateus 7:13-29)


Enquanto todo o povo o escutava, disse aos discípulos:
"Guardai-vos dos escribas, que querem andar com vestes compridas e amam as saudações nas praças, e as primeiras cadeiras nas sinagogas, e os primeiros lugares nos banquetes;
que devoram as casas das viúvas, e fazem alarde com longas orações. Esses terão condenação mais severa."

(Lucas 20:45-47) Jesus


A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus, e Nosso Pai, consiste nisso; visitar os órfãos e as viúvas, nas suas aflições, e conservar-se cada um a si mesmo isento da corrupção deste mundo.

(Tiago 1:27) Tiago


E é mais fácil passar o céu e a Terra do que cair um til da Lei.
Todo o que abandonar sua mulher e casar com outra, comete adultério; e quem se casar com a mulher rejeitada, comete adultério também."

(Lucas 16:17-18)


Adúlteros, não sabeis que a amizade deste mundo é inimiga de Deus? Logo, todo aquele que quiser ser amigo deste mundo constitui-se inimigo de Deus.
Acaso imaginais que em vão diz a escritura: "O Espírito que habita em vós, ama-vos com ciúme?"

(Tiago 4:4-5) Tiago


Tornou Jesus a falar-lhes em parábola, dizendo:
"O reino de Deus é semelhante a um rei, que fez as núpcias de seu Filho.
Mandou os seus servos chamar os convidados para as bodas, mas eles não quiseram comparecer.
De novo mandou outros servos ordenando-lhes: Dizei aos convidados: A comida está pronta; abateram-se os meus bois e os meus cevados, tudo está preparado. Vinde às bodas.
Porém eles não fazendo caso, foram, um para o seu campo, e outro para o seu negócio;
outros, porém lançaram mãos dos servos que ele enviara, e, depois de os haverem ultrajado, os mataram.
O rei, tendo ouvido isto, irou-se, e, mandando os seus exércitos, exterminou aqueles homicidas, e pôs fogo à sua cidade.
Então disse aos servos: As Bodas com efeito estão preparadas, mas os que tinham sido convidados não eram dignos.
Ide, pois, às saídas dos caminhos e convidai para as bodas a todos os que encontrardes.
Tendo saído os seus servos pelas ruas, reuniram todos os que encontraram, maus e bons; e ficou cheia de convidados a sala do banquete das bodas.
Entrou depois o rei para ver os que estavam à mesa, e viu lá um homem que não estava vestido com veste nupcial.
E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui sem ter a veste nupcial? Este porém ficou calado.
Então disse o rei aos seus servos: Atai-o de pés e mãos, e lançai-o nas trevas exteriores; aí haverá pranto e ranger dos dentes.
Muitos de fato são os chamados, poucos porém os escolhidos."
Então, retirando-se os fariseus, consultaram entre si como o surpreenderiam em alguma palavra.
E lhe enviaram os próprios discípulos juntamente com os herodianos, para lhe dizerem: "Mestre, sabemos que tu és franco, e que ensinas o caminho de Deus na verdade, e não tens receio de ninguém, porque não fazes distinção de pessoas.
Dize-nos, pois, que te parece: é lícito pagar o tributo a César ou não?"
Jesus, percebendo a sua malícia, respondeu: "Por que me tentais hipócritas?
Mostrai-me a moeda do tributo." Eles lhe apresentaram um denário.
Perguntou Jesus: "De quem é esta imagem e esta inscrição?"
Responderam-lhe eles: "De César." Então lhes disse Jesus: "Pois dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus."
Tendo ouvido isto, admiraram-se, e, deixando-o, retiraram-se.

(Mateus 22:1-22)


Jesus partiu com os discípulos para as aldeias de Cesaréia de Filipe. No caminho, fez-lhe esta pergunta: "Quem dizem os homens que eu sou?"
Eles lhe responderam, dizendo: "Uns dizem que João Batista; outros que Elias, e outros que um dos profetas."

(Marcos 8:27-28)


Naquele mesmo dia foram a Ele os saduceus, que afirmam não haver ressurreição, e lhe fizeram esta pergunta:
"Mestre Moisés disse: Se algum homem morrer sem filhos, o seu irmão se casará com a viúva, sua cunhada, para suscitar descendência ao irmão.
Ora, havia entre nós sete irmãos. O primeiro casou-se e morreu. Como não tinha filhos, deixou sua mulher ao seu irmão.
O mesmo sucedeu ao segundo, depois ao terceiro, até o sétimo;
por fim, depois de todos, morreu também a mulher.
Na ressurreição, pois, de qual dos sete será a mulher, porque todos foram casados com ela?"
Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: "Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.
Porque na ressurreição, nem casam, nem são dados em casamento; mas serão como os anjos nos céus.
Quanto à ressurreição dos mortos, não lestes o que Deus vos disse:
Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos."
E o povo, ouvindo isto, admirava-se da sua doutrina.

(Mateus 22:23-33)


Então lhes perguntou: "E vós, quem dizeis que eu sou?" Respondendo Pedro, disse-lhe: "TU ÉS O CRISTO!"
Ordenou-lhes, então, que não dissessem isto a ninguém.

(Marcos 8:29-30)


... e tinha um NOME escrito que ninguém sabia, senão ele mesmo.
E estava vestido de uma veste salpicada de sangue, e o NOME pelo qual se chama é a PALAVRA DE DEUS.

(Apocalipse 19:12b-13)


E os fariseus, ouvindo que ele fizera emudecer os saduceus, reuniram-se no mesmo lugar.
E um deles, que era doutor da Lei, perguntou-lhe; com intenção de o pôr à prova:
"Mestre, qual é o maior Mandamento na Lei?"
Disse-lhe Jesus: "Amarás ao Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.
Este é o maior e o primeiro Mandamento.
Semelhante a este, é o segundo: "Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Desses dois Mandamentos dependem toda a Lei e os profetas."

(Mateus 22:34-40)


E começou a ensinar-lhes que importava que o Filho do Homem padecesse muito, e que fosse rejeitado pelos anciãos e pelos príncipes dos sacerdotes e pelos escribas, e que fosse entregue à morte, e que ressuscitasse depois de três dias.

(Marcos 8:31)


E estando juntos os fariseus, lhes fez Jesus esta pergunta,
dizendo: "Que pensais vós do Cristo? De quem é filho?" Eles disseram-lhe: "De Davi."
Replicou Jesus: "Pois então, como é que Davi, inspirado, o chama Senhor, quando diz:
Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés.
Se pois, Davi o chama Senhor, como é ele seu filho?"

(Mateus 22:41-45)


Respondeu Jesus: "O Meu Reino não é deste mundo..."

(João 18:36a)


E ninguém podia responder-lhe uma palavra, nem, desde aquele dia, ousou mais alguém interrogá-lo

(Mateus 22:46)


E falava-lhes abertamente dessas coisas. Pedro, tomando-o à parte, começou a repreendê-lo.
Mas ele, virando-se e olhando para os seus discípulos, repreendeu a Pedro, dizendo: "Retira-te de diante de mim, Satanás; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas as que são dos homens."
E, chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: "Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.
Pois, quem quiser salvar a própria vida, a perderá. E quem perder a própria vida por causa de mim e do Evangelho, a salvará.
Pois que aproveitará ao homem ganhar o mundo inteiro se perder a sua alma?
Ou que daria o homem pelo resgate da sua alma?
Porquanto qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das Minhas Palavras, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.

(Marcos 8:32-38)



O rei Balac e o Profeta Balaão >>
Menu
Menu Principal
<< A Semente que caiu entre Espinhos

^