PRINCIPAIS EXORTAÇÕES DO LIVRO DEUTERONÔMIO


  • Antes do povo entrar na terra prometida,
    Moisés relembra as principais exortações de Deus
  • Os Mandamentos
  • Animais puros e impuros
  • Deus não quer que seu povo adore estátuas
  • Deus abomina a idolatria



No ano quadragésimo, no undécimo mês, no primeiro dia do mês, Moisés disse aos filhos de Israel tudo o que o Senhor lhe tinha ordenado que lhes dissesse:

(Deuteronômio 1:3)


Do outro lado do Jordão, na terra de Moab, Moisés começou a expor a Lei, dizendo:

(Deuteronômio 1:5)


cuidareis de praticar todos os preceitos e todas as Leis que hoje vos proponho.

(Deuteronômio 11:31-32)


E agora, ó Israel, ouve as Leis e os preceitos que hoje vou ensinar-vos. Ponde-os em prática para que vivais e entreis na posse da terra que o Senhor, Deus de Vossos pais, vos dá.
Não acrescentareis, nem tirareis nada à Palavra que vos digo; guardai os Mandamentos do Senhor Vosso Deus, que eu vos intimo.

(Deuteronômio 4:1-2)


Moisés convocou todo o Israel e disse-lhe: “Ouve, ó Israel, as Leis e os preceitos que hoje proclamo aos teus ouvidos: aprende-os e pratica-os cuidadosamente.
O Senhor, Nosso Deus, fez uma Aliança conosco no Hobeb.
Não foi com os nossos pais que o Senhor fez essa Aliança, mas conosco, que estamos hoje aqui ainda vivos.
Face a face o Senhor falou conosco, no Monte, do meio do fogo.
E eu fui naquele tempo, o intérprete e o mediador entre o Senhor e vós para vos anunciar as suas Palavras, porque vós temestes aquele fogo, e não subistes ao Monte. Ora ele disse:
Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.
Não terás na minha presença deuses estranhos.
Não farás para ti escultura, nem imagem alguma de tudo o que há no alto do céu ou embaixo da terra, ou que habita nas águas debaixo da terra.
Não te prostrarás diante delas para render-lhes culto, porque eu, o Senhor, teu Deus, sou um Deus zeloso, que castiga a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem;
mas uso de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os Meus Mandamentos.

Não tomarás o Nome do Senhor, teu Deus em vão, porque o Senhor não terá por inocente ao que tomar o Seu Nome em vão.
Guardarás o dia do Sábado e o santificarás, como te ordenou o Senhor, teu Deus.
Trabalharás seis dias e nelas farás todas as tuas obras;
mas no sétimo dia, que é o repouso do Senhor, teu Deus, não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu servo, nem tua serva, nem teu boi, nem teu jumento, nem teus animais, nem o estrangeiro que vive dentro de teus muros, para que o teu escravo e a tua serva descansem como tu;
porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito e que o Senhor, teu Deus, te tirou dali com mão forte e braço estendido; pelo que o Senhor, teu Deus, te ordenou que guardassem o dia de Sábado.
Honra a teu pai e a tua mãe, como o Senhor, teu Deus, te ordenou para que se prolonguem os teus dias e para que te vá bem na terra que te dá o Senhor, teu Deus.
Não matarás.
Não adulterarás.
Não furtarás.
Não levantarás falso testemunho contra o teu próximo.
E não cobiçarás a mulher do teu próximo; e não desejarás a casa do teu próximo, nem o seu campo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

(Deuteronômio 5:1-21)


Haverá, com efeito, nação tão grande, cujos deuses estejam tão próximos de si como está de nós o Senhor, Nosso Deus, cada vez que o invocamos?
Qual é a grande nação que tem Mandamentos e preceitos tão justos como esta Lei que vos apresento hoje?
Guarda-te, pois, a ti mesmo: cuida de nunca esquecer os que viste com os teus olhos, e toma cuidado para que isso não saia jamais de teu coração, enquanto viveres; e ensina-o aos teus filhos, e aos filhos de teus filhos.
Lembra-te do dia em que te apresentaste diante do Senhor teu Deus em Horeb, quando o Senhor me falou, dizendo: Ajunta-me o povo, para que ouçam as Minhas Palavras, e aprendam a temer-me ao longo de toda a sua vida, e o ensinem aos seus filhos.
E vós vos chegastes, e vos pusestes ao pé do Monte; e o Monte ardia em fogo até ao meio dos céus, e havia trevas, e nuvens, e escuridão.
Então, o Senhor vos falou do meio do fogo, a voz das Palavras ouvistes; porém, além da voz, não vistes figura alguma.
Ele deu-vos a conhecer a sua Aliança, e ordenou-vos que a observásseis: os Dez Mandamentos, e os escreveu em duas tábuas de pedra.
Também o Senhor me ordenou, ao mesmo tempo, que vos ensinasse as Leis e os preceitos que deveríeis observar na terra que ides possuir.
Guardai, pois, com diligência a vossa alma, pois semelhança nenhuma vistes no dia em que o Senhor, Vosso Deus, em Horebe, falou convosco, do meio do fogo;
não suceda que enganados façais para vós alguma imagem esculpida, quer seja figura de homem quer de mulher,

representação de algum animal que vive na terra ou de um pássaro que voa nos céus,
ou de um réptil que se arrasta sobre a terra, ou de um peixe que vive nas águas, debaixo da terra.
Não suceda que, levantando os olhos ao céu, e vendo o sol e a lua, e todas as estrelas do céu, caindo no erro, adores e prestes culto a essas coisas que o Senhor teu Deus criou para servir a todas as gentes, que estão debaixo do céu.
Quanto a vós, o Senhor vos escolheu e vos retirou da fornalha de ferro que era o Egito, para serdes o seu povo, o povo de sua herança, como o sois presentemente.
O Senhor irritou-se contra mim por causa de vós, e jurou que eu não passaria o Jordão, nem entraria na boa terra que ele, o Senhor, Vosso Deus, vos dá como herança.
Vou morrer nesta terra, sem atravessar o Jordão; mas vós o passareis e possuireis essa boa terra.
Tende cuidado para não esquecer a Aliança que o Senhor, Vosso Deus, fez convosco, e não façais uma imagem esculpida, representando o que quer que seja, como vos proibiu o Senhor Vosso Deus,
porque o Senhor teu Deus é um fogo devorador, um Deus zeloso.
Quando tiverdes filhos e netos, e, depois de vos terdes envelhecido nessa terra, vos corromperdes e fabricardes alguma imagem esculpida do que quer que seja, fazendo o que é mal aos olhos de Vosso Deus e provocando assim a sua ira,
eu chamo hoje por testemunhas o céu e a terra, que vós sereis bem cedo exterminados da terra, que, passando o Jordão, estais para possuir; não habitareis nela por longo tempo, mas o Senhor vos destruirá.

E o Senhor vos espalhará entre os povos, e ficareis poucos em número entre as gentes às quais o Senhor vos conduzirá.
E lá servireis a deuses que foram fabricados por mão dos homens, de pau e de pedra, os quais não vêem, nem ouvem nem comem nem cheiram.
Então, dali, buscarás ao Senhor, teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.
Depois que te tiverem acontecido todas as coisas que foram preditas, voltar-te-ás nos últimos tempos para o Senhor teu Deus, e ouvirás a sua voz,

porque o Senhor é um Deus misericordioso, e ele não te quer abandonar nem te extinguir, e não se esquecerá da Aliança que jurou aos teus pais.
Interroga os tempos antigos que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a Terra, e desde uma extremidade do céu até à outra, se aconteceu jamais coisa semelhante, ou se se ouviu dizer
que um povo ouvisse a voz de Deus, que lhe falava do meio do fogo, como tu ouviste, sem perder a vida;
ou se um deus intentou ir tomar para si um povo do meio de outro povo, com provas, com sinais, e com milagres, e com peleja, e com mão forte, e com braço estendido, e com grandes espantos, conforme tudo quanto o Senhor, Vosso Deus, vos fez no Egito, aos vossos olhos.
A ti te foi mostrado para que soubesses que o Senhor é Deus, nenhum outro há, senão ele.
Fez-te ouvir a sua voz do céu para te instruir; e sobre a terra te mostrou o seu fogo grandíssimo, e tu ouviste as suas Palavras do meio do fogo,
porque amou teus pais, e escolheu a sua posteridade depois deles. E tirou-te do Egito, caminhando diante de ti com o seu grande poder,
para exterminar à tua chegada nações grandíssimas e mais forte do que tu, e para te introduzir e te dar em possessão a terra deles, como tu estás vendo hoje.
Reconhece, pois, hoje, e considera no teu coração que o Senhor é o Único Deus desde o alto do céu até ao mais profundo da Terra, e não há outro.
Observa suas Leis e suas prescrições que hoje te prescrevo, para que sejas feliz, tu e teus filhos depois de ti, e prolongues teus dias para sempre na terra que te dá o Senhor, teu Deus.”

(Deuteronômio 4:7-40)


Quem dera que eles tivessem tal espírito, que me temessem, e guardassem em todo o tempo todos os Meus Mandamentos, para que fosse bem a eles e a seus filhos para sempre?

(Deuteronômio 5:29)


Observai, pois, todas as ordens do Senhor, Vosso Deus; não vos aparteis delas nem para a direita nem para a esquerda.
Seguireis exatamente o caminho que o Senhor, Vosso Deus, vos traçou, a fim de que vivais e sejais felizes, e vossos dias se prolonguem na terra que ides possuir.

(Deuteronômio 5:32-33)


Estes, pois, são os Mandamentos, os estatutos e os juízos que mandou o Senhor, Vosso Deus, para se vos ensinar, para que os fizésseis na terra a que passais a possuir;
assim, temerás o Senhor, teu Deus, observando todos os dias da tua vida, tu, teu filho e o filho do teu filho, todas as Leis e os Mandamentos que te prescrevo, e teus dias serão prolongados.
Ouve, pois, ó Israel, e atenta que os guardes, para que bem te suceda, e muito te multipliques, como disse o Senhor, Deus de teus pais, na terra que mana leite e mel.
Ouve, Israel, o Senhor, Nosso Deus, é o Único Senhor.
Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças.

E estas Palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração;
e as intimarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.
Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por testeiras entre os teus olhos.
E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas.
Havendo-te, pois, o Senhor, teu Deus, introduzido na terra que jurou a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó, te daria, onde há grandes e boas cidades, que tu não edificaste,
e casas cheias de todo o bem, que tu não encheste, e poços cavados, que tu não cavaste, e vinhas e olivais, que tu não plantaste, e, quando comeres e te fartares,
abstém-te cuidadosamente de esquecer o Senhor, que te tirou da terra do Egito, da morada da escravidão.
Temerás o Senhor teu Deus e só a ele servirão, e jurarás pelo Seu Nome.
Não seguireis outros deuses, os deuses dos povos que houver à roda de vós,
porque o Senhor, teu Deus, é um deus zeloso no meio de ti, para que a ira do Senhor, teu Deus, se não acenda contra ti e te destrua de sobre a face da Terra.

Não tentarás o Senhor teu Deus, como o tentaste no lugar da tentação.
Diligentemente guardareis os Mandamentos do Senhor, Vosso Deus, como também os seus testemunhos e seus estatutos, que te tem mandado.
E farás o que é reto e bom aos olhos do Senhor, para que bem te suceda, e entres, e possuas a boa terra, sobre a qual Senhor jurou a teus pais;
para que lance fora a todos os teus inimigos de diante de ti, como o Senhor tem dito.
E quando o teu filho amanhã te perguntar, dizendo: Que queres dizer estas Leis, e cerimônias, e ordenações que o Senhor Nosso Deus nos prescreveu?
Então dirás a teu filho: Éramos servos de Faraó, no Egito; porém o Senhor nos tirou com mão forte do Egito.
À nossa vista operou o Senhor prodígios, e grandes e espantosos sinais contra o Faraó e toda a sua família,
e dali nos tirou, para nos levar e nos dar a terra que jurara a nossos pais.
O Senhor ordenou-nos que observássemos todas essas Leis e temêssemos o Senhor, Nosso Deus, para sermos sempre felizes e para que nos conservasse a vida, como fez até o presente.
Esta será nossa justiça: cuidarmos de colocar em prática todos esses Mandamentos perante o Senhor, Nosso Deus, como ele nos tem ordenado.

(Deuteronômio 6)


Quando o Senhor, teu Deus, te tiver introduzido na terra, a qual passas a possuir, e tiver lançado fora muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os ferezeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu;
e o Senhor teu Deus tas tiver entregado, tu as combaterás até ao extermínio. Não farás aliança com elas, nem as tratarás com compaixão,
nem te aparentarás com elas; não darás tuas filhas a seus filhos e não tomarás suas filhas para teus filhos.
Pois elas fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses; e a ira do Senhor se acenderia contra vós e depressa vos consumiria.
Porém assim lhes fareis; derrubareis os seus altares, quebrareis as suas estátuas, cortareis os seus bosques e queimareis a fogo as suas imagens de escultura.
Porque tu és um povo consagrado ao Senhor teu Deus. O Senhor teu Deus te escolheu para seres um povo particular, entre todos os povos que há na Terra.
O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos,
mas porque o Senhor vos amava; e, para guardar o juramento que jurara a vossos pais, o Senhor vos tirou com mão forte e vos resgatou da casa da servidão, da mão de Faraó, rei do Egito.
Reconhece, pois, que o Senhor, teu Deus, é verdadeiramente Deus, um Deus fiel, que aguarda a sua Aliança e a sua misericórdia até a milésima geração para com aqueles que o amam e observam os seus Mandamentos,
e que castiga prontamente os que o aborrecem, de modo a exterminá-los e a não diferir por mais tempo, dando-lhes imediatamente o que merecem.

Guarda, pois, os Mandamentos, as Leis e os preceitos que vos prescrevo hoje, e praticai-os.
Se ouvirdes esses preceitos e os praticardes fielmente, o Senhor, teu Deus, guardará para contigo a Aliança de misericórdia que jurou a teus pais;
E te amará e te multiplicará, e abençoará o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, o teu trigo, e a vindima, e o azeite, e os bois, e os rebanhos das tuas ovelhas na terra que ele jurou a teus pais dar-te.
Serás bendito mais que todos os povos. Não haverá no meio de ti quem seja estéril, macho ou fêmea, tanto entre os homens como entre os animais.
O Senhor afastará de ti todas as doenças; e não fará cair sobre ti, mas sobre os teus inimigos as terríveis pragas do Egito, que tu conheces.
Pois consumirás todos os povos que te der o Senhor, teu Deus; o teu olho não os poupará; e não servirás a seus deuses, pois isso te seria por laço.

(Deuteronômio 7:1-16)



Página 2 >>
Menu
Menu Principal
<< A História do Povo de Deus

^