REINO DIVIDIDO pg 10

Judá capital: Jerusalém



Ozias tinha dezesseis anos quando subiu ao trono. E reinou cinquenta e dois anos em Jerusalém. sua mãe se chamava Jequelias e era natural de Jerusalém.

(2Crônicas 26:3)


Ozias adormeceu com seus pais, e foi enterrado no campo dos sepulcros reais, porque era leproso. Seu filho Joatão reinou em seu lugar.

(2Crônicas 26:23)


Joatão, filho de Ozias, começou a reinar em Judá no segundo ano de Facéia, filho de Romelias, rei de Israel.

(2Reis 15:32)


Joatão tinha a idade de vinte e cinco anos quando começou a reinar, e reinou durante dezesseis anos em Jerusalém. Sua mãe chamava-se Jerusa, filha de Sadoc.
Ele fez o que era reto diante do Senhor, conforme tudo o que tinha feito Ozias, seu pai, exceto que não entrou no Templo do Senhor; mas o povo continuava a delinquir.

(2Crônicas 27:1-2)


Tão somente os altos se não tiraram; porque ainda o povo sacrificava e queimava incenso nos altos; Joatão edificou a porta superior do Templo do Senhor.

(2Reis 15:35)


Edificou cidades nas montanhas de Jerusalém e edificou nos bosques castelos e torres.
Fez guerra ao rei dos amonitas e venceu-os. Nesse ano os amonitas pagaram-lhe um tributo de cem talentos de prata, dez mil coros de trigo, e dez mil de cevada; isso eles trouxeram também no segundo e no terceiro ano.
Joatão tornou-se assim muito poderoso, porque ele andava com firmeza nos caminhos do Senhor, seu Deus.

(2Crônicas 27:4-6)


E dormiu com seus pais, e o sepultaram na Cidade de Davi; e Acaz, seu filho, reinou em seu lugar.

(2Crônicas 27:9)


Acaz, filho de Joatão, começou a reinar em Judá no ano dezessete de Facéia, filho de Romelias.

(2Reis 16:1)


Acaz, filho de Joatão, filho de Ozias, era rei de Judá. Rason, rei de Aram, e Facéia, filho de Romelias, rei de Israel, subiram contra Jerusalém para tomá-la de assalto, mas não conseguiram atacá-la,
Deram aviso à casa de Davi, dizendo: “A Síria coligou-se com Efraim.” Ao ouvir isto, ficou agitado o coração de Acaz e o coração do seu povo, como se agitam as árvores das selvas com o ímpeto do vento.
Então disse o Senhor a Isaías: “Agora, tu e teu filho Sear-Jasube, saí ao encontro de Acaz, ao final do canal do viveiro superior, ao caminho do campo do lavandeiro.
Diga a ele: tenha cuidado, mas fique calmo! Não tenha medo nem vacile o seu coração por causa desses dois tições fumegantes, isto é, por causa da raiva de Rason de Aram e do filho de Romelias.
Pois Aram, Efraim e o filho de Romelias tramaram fazer o mal contra você, dizendo: Vamos contra Judá, nós o bateremos, e nos apoderaremos dele, e proclamaremos rei o filho de Tabeel.
Assim diz o Senhor Deus: Isto não subsistirá, nem tampouco acontecerá,
pois a capital de Aram é Damasco, e o chefe de Damasco é Rason; dentro de cinco ou seis anos, Efraim será arrasado e deixará de ser povo.
A capital de Efraim é Samaria, e o chefe de Samaria é o filho de Romelias. Se não o crerdes, não subsistireis." O Senhor continuou a falar com Acaz, dizendo:
“Pede para ti ao Senhor, teu Deus, um sinal; pede-o ou embaixo nas profundezas ou em cima nas alturas.”



Página 11 >>
Menu Reino de Israel
Menu
Menu Principal
<< Página 9

Israel capital: Samaria



Esta foi a Palavra que o Senhor falou a Jeú, dizendo: “Teus filhos, até a quarta geração, se assentarão sobre o trono de Israel.” E assim foi.
No trigésimo nono ano do reinado de Ozias, rei de Judá, Selum, filho de Jabes, tornou-se rei em Samaria. Seu reinado durou um mês.
Manaém, filho de Gadi, partiu de Tersa, entrou em Samaria, matou Selum, filho de Jabes, e usurpou o trono.

(2Reis 15:12-14)


Manaém devastou Tafua e seu território, matando todos os seus habitantes, porque não lhe haviam aberto as portas quando ele saiu de Tersa. Manaém arrasou a cidade e rasgou o ventre de todas as mulheres grávidas.
Manaém, filho de Gadi, começou a reinar em Israel no ano trinta e nove de Ozias, rei de Judá. Ele reinou dez anos em Samaria.
E fez o que era mal aos olhos do Senhor; todos os seus dias se não apartou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, que fez pecar a Israel.
Pul, rei da Assíria, invadiu o país. Manaém pagou a Pul trinta e quatro toneladas de prata, para que Pul o apoiasse e o mantivesse no trono.
Manaém requereu essa contribuição de todos os notáveis de Israel, de cada um cerca de meio quilo de prata, para dar ao rei da Assíria. Então o rei da Assíria se retirou, dando fim à ocupação do país.

(2Reis 15:16-20)


Manaém se juntou a seus antepassados. E seu filho Facéias lhe sucedeu no trono.
Facéias, filho de Manaém, começou a reinar em Israel no ano cinquenta de Ozias, rei de Judá. ele reinou dois anos em Samaria.
E fez o que era mal aos olhos do Senhor; nunca se apartou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, que fez pecar a Israel.
Seu oficial Facéia, filho de Romelias, conspirou contra ele e o assassinou na torre do palácio real, em Samaria. Trazendo consigo cinquenta homens de Galaad, facéia matou o rei e usurpou o trono.

(2Reis 15:22-25)


Facéia, filho de Romelias, começou a reinar em Israel no ano cinquenta e dois de Ozias, rei de Judá. Ele reinou vinte anos em Samaria.
E fez o que era mal aos olhos do Senhor; nunca se apartou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, que fez pecar a Israel.
No tempo de Facéia, rei de Israel, Teglat-Falasar, rei da Assíria, se apoderou de Aion, Abel-Bet-Maaca, Janoe, Cedes, Hasor, Gallaad, Galiléia e toda a região de Neftali; e deportou seus habitantes para a Assíria.
No ano vinte de Joatão, filho de Ozias, Oséias, filho de Ela, fez uma conspiração contra Facéia, filho de Romelias, o matou e lhe usurpou o poder.

(2Reis 15:27-30)



O ÚLTIMO REI DE ISRAEL




Oséias, filho de Ela, começou a reinar em Israel no ano doze do reinado de Acaz, rei de Judá. Ele reinou nove anos em Samaria.
E fez o que era mal aos olhos do Senhor; contudo, não como os reis de Israel que foram antes dele.
Contra ele marchou Salmanasar, rei dos assírios, e Oséias ficou sendo seu vassalo e pagava-lhe tributo.
Mas tendo o rei da Assíria descoberto uma conspiração tramada por Oséias, o qual enviara mensageiros a Sua, rei do Egito, e cessara de pagar o tributo anual ao rei da Assíria, tomou-o e o pôs em grilhões numa prisão.
Depois atacou Samaria e assediou-a por três anos.
No ano nono de Oséias, o rei dos assírios tomou Samaria, transportou os israelitas para a Assíria e pô-los em Hala e em Habor, cidades dos medos, perto do rio Gozan.
Assim aconteceu porque os filhos de Israel tinham pecado contra o Senhor, seu Deus, que os tinha tirado do Egito e libertado da opressão do faraó, rei dos egípcios. Eles adoraram outros deuses,
adotaram os costumes das nações que o Senhor tinha expulsado diante dos israelitas e seguiram os costumes estabelecidos pelos reis de Israel.
Os israelitas ofenderam o Senhor, seu Deus, com ações más, e estabeleceram lugares altos em todas as suas localidades, desde a simples torre de guarda até a cidade fortificada.
Fizeram para si estátuas e bosques sagrados, sobre todos os mais altos outeiros e debaixo de todas as árvores frondosas;






Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17

^