REINO DIVIDIDO pg 2

Judá capital: Jerusalém



Eis que Deus está conosco, à nossa frente, como também os seus sacerdotes, tocando as trombetas, para dar alarme contra vós, ó filhos de Israel; não pelejeis contra o Senhor, Deus de vossos pais, porque não prosperareis.”
Então Jeroboão executou uma manobra com as tropas colocadas em emboscada, dando uma volta, para surpreender o inimigo pelas costas, de sorte que seu exército fazia frente à Judá, e a emboscada se encontrava à retaguarda.
As tropas de Judá, ao se voltarem, viram-se atacadas pela frente e pela retaguarda. Invocaram então o Senhor enquanto os sacerdotes tocavam a trombeta.
E os homens de Judá gritaram, e sucedeu que, gritando os homens de Judá, Deus feriu a Jeroboão e a todo o Israel diante de Abias e de Judá.
E os filhos de Israel fugiram de diante de Judá, e Deus os entregou nas mãos de Judá.
De maneira que Abias e o seu povo fizeram grande estrago entre eles, porque caíram feridos de Israel quinhentos mil homens escolhidos.
E foram abatidos os filhos de Israel naquele tempo; e os filhos de Judá prevaleceram, porque confiaram no Senhor, Deus de seus pais.
E Abias seguiu após Jeroboão e tomou a Betel com os lugares da sua jurisdição, e a Jesana com os lugares de sua jurisdição, e a Efrom com os lugares da sua jurisdição.
E Jeroboão não recobrou mais nenhuma força nos dias de Abias; porém o Senhor o feriu, e morreu.

(2Crônicas 13:12-20)


E Abias dormiu com seus pais, e o sepultaram na Cidade de Davi; e Asa, seu filho, reinou em seu lugar.
No vigésimo ano de Jeroboão, rei de Israel, Asa tornou-se rei de Judá, e reinou quarenta e um anos em Jerusalém.
Sua mãe chamava-se Maaca, filha de Absalão.
E Asa fez o que era reto aos olhos do Senhor, como Davi, seu pai.
Tirou do país os efeminados e limpou-o de todas as imundícies dos ídolos que seus pais tinham fabricado.

(1Reis 15:8-12)


Asa fez o que era justo e agradável aos olhos do seu Deus e destruiu os altares de culto estranho, e os lugares altos. Quebrou as estátuas, cortou os bosques (sacrílegos),
Ordenou aos filhos de Judá que buscassem o Senhor, Deus de seus pais, e que pusessem em prática a Lei e seus Mandamentos.

(2Crônicas 14:2-4)


Além disto, destituiu da dignidade de rainha sua própria mãe Maaca, por ter feito essa vergonha de Asserá; também Asa desfez o seu ídolo horrível e o queimou junto ao ribeiro de Cedrom.

(1Reis 15:13)


Também tirou de todas as cidades de Judá aos altos e as imagens do sol;
e o reino esteve quieto diante dele.

(2Crônicas 14:5)


... nos seus dias, esteve a Terra em paz durante dez anos.

(2Crônicas 14:1b)


Asa teve no seu exército trezentos mil homens de Judá, armados de escudos e lanças, e de Benjamim duzentos e oitenta mil homens, armados de escudos e flechas, todos eles homens fortíssimos.
E Zerá, o etíope, saiu contra eles, com um exército de um milhão de homens e trezentos carros, e chegou até Maressa.
Então, Asa saiu contra ele, e ordenaram a batalha no vale de Zefatá, junto a Maressa.
E Asa clamou ao Senhor, seu Deus, e disse: “Senhor, nada para ti é ajudar, quer o poderoso quer o de nenhuma força; ajuda-nos, pois, Senhor, Nosso Deus, porque em ti confiamos e no teu Nome viemos contra esta multidão; Senhor, tu és o Nosso Deus, não prevaleça contra ti o homem.”
E o Senhor feriu os etíopes diante de Asa e diante de Judá; e fugiram os etíopes.
E Asa e o povo que estava com ele os perseguiram até Gerar, e caíram tantos dos etíopes, que já não havia neles vigor algum; porque foram quebrantados diante do seu exército; e levaram dali mui grande despojo.

(2Crônicas 14:8-13)


Página 3 >>
Menu Reino de Israel
Menu
Menu Principal
<< Página 1

Israel capital: Samaria



O tempo que Jeroboão reinou, foi de vinte e dois anos. Adormeceu com seus pais e em seu lugar reinou seu filho Nadab.

(1Reis 14:20)


No segundo ano de Asa, rei de Judá, Nadab, filho de Jeroboão, tornou-se rei de Israel. Reinou dois anos em Israel.
E fez o que era mau aos olhos do Senhor e andou nos caminhos de seu pai e no seu pecado com que tinha feito pecar a Israel,
mas Baasa, filho de Aías, da casa de Israel, armou-lhe uma traição e matou-o em Gebeton, que é uma cidade dos filisteus; porque Nadab e todo o Israel sitiavam Gebeton.
Baasa, pois, no terceiro ano de Asa, rei de Judá, matou Nadab e reinou em seu lugar.
Logo que subiu ao trono, exterminou toda a casa de Jeroboão, não deixando alma viva. Exterminou-os completamente, como havia predito o Senhor pelo seu servo Aías de Siló,
por causa dos pecados cometidos por Jeroboão, e pelos que fizera cometer a Israel, e por causa do delito com que tinha irritado o Senhor, Deus de Israel.

(1Reis 15:25-30)


No ano terceiro de Asa, rei de Judá, Baasa, filho de Aías, começou a reinar sobre todo o Israel em Tirza, e reinou Vinte e quatro anos.
Baasa fez o mal diante do Senhor; andou no caminho de Jeroboão, e entregou-se ao pecado do qual Jeroboão arrastara Israel.

(1Reis 15:33-34)


Então veio a Palavra do Senhor a Jeú, filho de Hanani, contra Baasa, dizendo:
“Porquanto te levantei do pó e te pus por chefe sobre o meu povo Israel, e tu andaste no caminho de Jeroboão e fizeste pecar a meu povo Israel, irritando-me com os seus pecados,
eis que tirarei os descendentes de Baasa e os descendentes da sua casa e farei à tua casa como a casa de Jeroboão, filho de Nebate.
Aquele da linhagem de Baasa que morrer na cidade, comê-lo-ão os cães; e o que morrer no campo, comê-lo-ão as aves do céu.”

(1Reis 16:1-4)


E Baasa dormiu com seus pais e foi sepultado em Tirza; e Elá, seu filho, reinou em seu lugar.

(1Reis 16:6)


No ano vinte e seis de Asa, rei de Judá, Elá, filho de Baasa, começou a reinar em Tirza sobre Israel; e reinou dois anos.
E Zinri, seu servo, chefe de metade dos carros, conspirou contra ele, estando ele em Tirza bebendo e embriagando-se em casa de Arsa, mordomo do palácio.
Entrou, pois, Zinri, e o feriu, e o matou, no ano vigésimo sétimo de Asa, rei de Judá; e reinou em seu lugar.
E sucedeu que, reinando ele e estando assentado no seu trono feriu, a toda a casa de Baasa; não lhe deixou homem algum, nem a seus parentes, nem a seus amigos.
Desse modo, exterminou toda a casa de Baasa, assim como o Senhor o predissera contra Baasa pela boca do profeta Jeú.
Tal o castigo de todos os pecados que Baasa e seu filho Elá tinha cometido e levado Israel a cometer, provocando com o culto dos ídolos a cólera do Senhor, Deus de Israel.

(1Reis 16:8-13)


No ano vigésimo sétimo de Asa, rei de Judá, reinou Zinri sete dias em Tirza; e o povo estava acampado contra Gibetom, que era dos filisteus.
E ouviu dizer o povo que estava acampado: “Zimri tem conspirado e até feriu o rei.” Todo o Israel, pois, no mesmo dia, fez rei sobre Israel a Onri, chefe do exército no arraial.
E subiu Onri, e todo o Israel com ele, de Gibeton, e cercaram a Tirza.
E sucedeu que Zinri, vendo que a cidade era tomada, se foi ao paço da casa do rei, e queimou sobre si a casa do rei, e morreu.
Por causa dos seus pecados que cometera, fazendo o que era mal aos olhos do Senhor, andando no caminho de Jeroboão e no seu pecado que fizera, fazendo pecar a Israel.

(1Reis 16:15-19)







Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17

^