REINO DIVIDIDO pg 8

Judá capital: Jerusalém



Porém, depois da morte de Joiada, entraram os príncipes de Judá e prestaram grandes obséquios ao rei, o qual, atraído pelas suas lisonjas, se deixou levar por eles.
Abandonaram o Templo do Senhor Deus de seus pais, prestaram culto aos bosques e às estátuas e este pecado atraiu a ira do Senhor contra Judá e contra Jerusalém.
O Senhor enviava-lhes profetas para que se convertessem a ele, porém, por mais que estes protestassem não lhes queriam dar ouvidos.

E o Espírito de Deus revestiu a Zacarias, filho do sacerdote Joiada, o qual se pôs em pé acima do povo e lhes disse: “Assim diz Deus: Porque transgredis os Mandamentos do Senhor? Portanto, não prosperareis; porque deixastes o Senhor, também ele vos deixará."
Mas eles se revoltaram contra ele e o apedrejaram por ordem do rei no átrio do Templo do Senhor.
Assim, o rei Joás não se lembrou da beneficência que Joiada, pai de Zacarias, lhe fizera; porém matou-lhe o filho, o qual, morrendo, disse: “O Senhor veja e faça justiça.”
Ao fim de um ano, o exército dos sírios atacou Joás; invadiu Judá e Jerusalém, massacrou os chefes do povo e enviou todo o seu despojo ao rei de Damasco.
Embora os sírios tivessem vindo em pequeno número, o Senhor lhe entregou um enorme exército, porque Judá tinha abandonado o Senhor, Deus de seus pais. Assim os sírios fizeram justiça a Joás.
Retirando-se, deixaram-no em grandes dores, seus servos conspiraram contra ele, por causa do sangue do filho do sacerdote Joiada, e o mataram na sua cama, e morreu; e o sepultaram na Cidade de Davi, porém não sepultaram nos sepulcros dos reis.

(2Crônicas 24:17-25)


... e Amazias, seu filho, reinou em seu lugar.

(2Crônicas 24:27b)


Era Amazias da idade de vinte e cinco anos quando começou a reinar e reinou vinte e nove anos em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Jeoadã, de Jerusalém.
E fez o que era reto aos olhos do Senhor, porém não com coração inteiro.

(2Crônicas 25:1-2)


Amazias reuniu os homens de Judá e os dividiu por famílias, com os chefes de milhares e os chefes de centenas, para todo o Judá e todo o Benjamim. Fez o recenseamento deles a partir da idade de vinte anos para cima e encontrou trezentos mil homens escolhidos, aptos para o serviço, e capazes de carregar lança e escudo.
Tomou também a soldo cem mil homens valentes do reino de Israel, por cem talentos de prata.
Mas um homem de Deus foi ter com ele e disse-lhe: “Ó rei, não marche o exército de Israel contigo, porque o Senhor não é com Israel nem com todos os filhos de Efraim.
Se julgas que o sucesso da guerra depende da força do exército, Deus fará que sejas vencido pelos inimigos, porque só Deus pode socorrer e pôr em fuga.”
Amasias disse ao homem de Deus: “Que será, pois, dos cem talentos que dei aos soldados de Israel?" O homem de Deus respondeu-lhe: “Deus tem por onde te poder dar muito mais do que isto.”

(2Crônicas 25:5-9)


Amasias cheio de confiança, foi com seu exército para o vale do sal, e feriu dos filhos de Ser dez mil.

(2crônicas 25:11)


E sucedeu que, depois que Amasias veio de matança dos edomitas, trouxe consigo os deuses dos filhos de Seir, tomou-os por seus deuses, e prostrou-se diante deles, e queimou-lhe incenso.
Inflamou-se por isso a ira do Senhor contra ele; enviou-lhe um profeta, que lhe disse: “Por que foste procurar esses deuses estranhos, que não foram capazes de salvar seu povo de tua mão?”

Enquanto lhe falava o profeta; Amazias lhe disse: “Foste tu nomeado conselheiro do rei? Vai-te embora, se não queres que eu te mate!” O profeta retirou-se dizendo: “Sei que Deus decretou tua perda, porque te portaste mal e não queres ouvir minha advertência.”
Amazias, pois rei de Judá, tomando uma péssima resolução, mandou dizer a Joás, filho de Joacáz, filho de Jeú rei de Israel: “Vem para que nos vejamos face a face.”
Joás, rei de Israel, mandou responder a Amazias, rei de Judá: “O espinho do Líbano mandou dizer ao cedro do Líbano: Dá tua filha por esposa a meu filho. Mas os animais selvagens do Líbano passaram e pisaram o espinho.





Página 9 >>
Menu Reino de Israel
Menu
Menu Principal
<< Página 7

Israel capital: Samaria



Jeú levantou o rosto para a janela e disse: “Quem é esta?” Dois ou três eunucos fizeram a Jeú uma reverência.
Então, disse ele: “Lançai-a de alto abaixo." E lançaram-na de alto abaixo; e foram salpicados com seu sangue a parede e os cavalos, e Jeú a atropelou.
Entrando ele, pois, e havendo comido e bebido, disse: “Olhai por aquela maldita e sepultai-a, porque é filha de rei.”
E foram para a sepultar; porém não acharam dela senão somente a caveira, e os pés, e as palmas das mãos.
Foram-no dizer a Jeú o qual disse: “Isto é o que o Senhor tinha pronunciado por Elias, tesbita seu servo, dizendo: No pedaço do campo de Jezreel, os cães comerão a carne de Jezabel.
E o cadáver de Jezabel será como esterco sobre o campo, de sorte que os que passarem, dirão: Esta é aquela Jezabel?”

(2Reis 9:30-37)


E Acabe tinha setenta filhos em Samaria e Jeú escreveu cartas e as enviou a Samaria, aos chefes de Jezreel, aos anciãos e aos aios dos filhos de Acabe, dizendo:

(2Reis 10:1)


... “Se estais do meu lado, se quereis obedecer as minhas ordens, tomai as cabeças dos filhos de vosso soberano, e amanhã a este mesmo tempo vinde a mim a Jezreel...”

(2Reis 10:6b)


Sucedeu, pois, que chegada a eles a carta, tomaram os filhos do rei, e os mataram, setenta homens e puseram as suas cabeças nuns cestos, e lhes mandaram a Jezreel.

(2Reis 10:7)


Chegando a manhã, saiu e, diante de todo o povo, disse: “Vós sois justos. Eu conspirei contra o meu soberano e o matei. Mas, estes aqui, quem os feriu?
Sabei, pois, agora que, da Palavra do Senhor, que o Senhor falou contra a casa de Acabe, nada cairá em terra, porque o Senhor tem feito o que falou pelo ministério de seu servo Elias.”
Também Jeú feriu todos restantes da casa de Acabe, em Jezreel, como também todos os seus grandes, e os seus conhecidos, e os seus sacerdotes, até que nenhum deixou ficar de resto.

(2Reis 10:9-11)


E chegando a Samaria, feriu todos os que ficaram de Acabe, até que os destruiu, conforme a Palavra que o Senhor dissera a Elias.
E ajuntou Jeú a todo o povo e disse-lhe: “Acabe serviu pouco a Baal; Jeú, porém, muito o servirá.”

(2Reis 10:17-18)


Tendo entrado Jeú e Jonadab, filho de Recab, no templo de Baal, disse aos adoradores de Baal: “Examina e vede bem, não esteja entre vós algum dos ministros do Senhor, mas que estejam somente os servos de Baal."
E, entrando eles a fazerem sacrifícios e holocaustos, Jeú preparou da parte de fora oitenta homens e disse-lhes: “Se escapar algum dos homens que eu entregar em vossas mãos, a vossa vida será pela vida dele."
E aconteceu que, oferecido o holocausto Jeú deu aos seus soldados e oficiais esta ordem: “Entrai e matai-os, não escape nenhum.” Os soldados e os capitães passaram-nos ao fio da espada e lançaram-nos fora; depois foram à cidade do templo de Baal.
E tiraram as estátuas da casa de Baal, e as queimaram.
E reduziram-na a pó. E demoliram o templo, transformando-o em privadas, que ainda hoje existem.
Foi assim que Jeú exterminou Baal de Israel.

(2Reis 10:23-28)


Pelo que disse o Senhor a Jeú: “Porquanto bem fizeste em realizar o que é reto aos meus olhos e, conforme tudo quanto eu tinha no meu coração, fizeste à casa de Acabe, teus filhos até a quarta geração se assentarão no trono de Israel."
Mas Jeú não teve cuidado de andar com todo o seu coração na LEI DO SENHOR, DEUS DE ISRAEL, nem se apartou dos pecados de Jeroboão, que fez pecar a Israel.
Por aquele tempo, o Senhor começou a diminuir o território de Israel. Hazael derrotou-o em toda a fronteira.

(2Reis 10:30-32)


Jeú adormeceu com seus pais, foi sepultado em Samaria e em seu lugar reinou seu filho Joacaz.
O tempo que Jeú reinou sobre Israel em Samaria, foram vinte e oito anos.

(2Reis 10:35-36)



Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17

^