SÚPLICAS

  • De aflição na grande tribulação
  • Para restabelecer o seu povo
  • Para edificar Sião
  • Para socorro imediato



E chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a Terra até a hora nona.
E na hora nona clamou Jesus em alta voz: “Eloí, Eloí, lamá sabactaní?” O que significa: “Meu Deus, Meu Deus, por que me abandonaste?”

(Marcos 15:33-34)


Meu Deus, Meu Deus, por que me abandonastes? E permaneceis longe de minhas súplicas e de meus gemidos?
Meu Deus, clamo de dia e não me respondeis; imploro de noite e não me atendeis.
Entretanto, vós habitais em Vosso Santuário, vós, que sois a glória de Israel.
Nossos antepassados confiavam em ti; confiavam e tu os salvavas;
A vós clamaram e foram salvos; confiaram em vós e não se desapontaram.

(Salmos 21:2-6(22:1-5) Davi


Ó Deus, tu nos rejeitaste e dispersaste. Estavas irritado. Restaura-nos!
Abalaste a Terra e a fendeste; sara as suas fendas, pois ela treme.
Impusestes duras provas ao vosso povo, deste-nos a beber vinho da amargura.

(Salmos 59:3-5(60:1-3) Davi


Por que persistir em esquecer-nos? Por que abandonar-nos para sempre?
Converte-nos, Senhor, a ti, e nós nos converteremos; renova os nossos dias, como no princípio.
Por que nos rejeitarias totalmente? Por que te enfurecerias contra nós em tão grande maneira?

(Lamentações 5:20-22) Jeremias


Por que, Senhor, persistis em nos rejeitar? Por que se inflama vossa ira contra as ovelhas de vosso rebanho?
Recordai-vos de vosso povo que elegeste outrora, da tribo que resgatastes para vossa possessão, da montanha de Sião onde fizestes vossa morada.

(Salmos (73)74:1-2)


Lembra-te de nós, Senhor, segundo a tua benevolência para com o teu povo, visita-nos com a tua salvação,
para que vejamos a felicidade dos teus escolhidos, gozemos da alegria que destinas ao teu povo, e para que sejas glorificado na tua herança.
Nós pecamos como os nossos pais; cometemos iniquidade, andamos perversamente.

(Salmos (105)106:4-6)


Volta atrás, ó Deus dos Exércitos! Olha para o céu e vê! Vem visitar tua vinha,
protege aquela que a tua destra plantou, e olha para o filho do homem, a quem tu escolheste.
Está queimada pelo fogo, está cortada; pereceu pela repreensão da tua face.
Seja a tua mão sobre o varão da tua destra, sobre o filho do homem, que fortificaste para ti.
E não mais de vós nos apartaremos; conservai-nos a vida e então vos louvaremos.
Restaurai-nos, Senhor, ó Deus dos Exércitos; mostrai-nos serena a vossa face e seremos salvos.

(Salmos 79:15-20(80:14-19)


Voltai, Senhor - quanto tempo tardareis? E sede propício a vossos servos.
Sacia-nos com teu amor pela manhã, e nossa vida será júbilo e alegria.
Alegra-nos pelos dias em que nos afligiste, e pelos anos em que vimos o mal.
Que os teus servos vejam a tua obra, e os filhos deles o teu esplendor.
Que a bondade do Senhor venha sobre nós e confirme a obra de nossas mãos.

(Salmos (89)90:13-17) Moisés


Senhor, povos infiéis invadiram a vossa herança, profanaram o Vosso Santo Templo. De Jerusalém fizeram um montão de ruínas.
Deram os cadáveres dos teus servos como alimento às aves do céu, e a carne dos teus fiéis às feras da terra.
Derramaram o sangue deles como água ao redor de Jerusalém, e não houve quem os sepultasse.
Tornamo-nos, para nossos vizinhos, objetos de desprezo, de escárnio e zombaria para os povos que nos cercam.
Até quando, Senhor, te hás de irar sem te aplacar? Até quando se acenderá como fogo o teu zelo?
Derrama a tua ira sobre as nações que não te conhecem, e sobre os reinos que não invocaram o Teu Nome.
Pois Jacó foi por eles devorado e devastaram a sua habitação.
Não recordes contra nós as faltas de nossos antepassados. Antecipem-se quanto antes as tuas misericórdias, porque fomos reduzidos à última miséria.
Ajuda-nos, ó Deus, salvador nosso, e pela glória do Teu Nome, Senhor, livra-nos, e perdoa os nossos pecados, por amor do Teu Nome;
porque hão de dizer as nações pagãs: "Onde está o seu Deus?" Mostrai-lhes, a esses pagãos, diante de nossos olhos, que pedireis conta do sangue de vossos fiéis, por eles derramado.
Cheguem até vós os gemidos dos cativos: livrai, por vosso braço, os condenados à pena de morte.
E aos nossos vizinhos devolve sete vezes a afronta com que te afrontaram, Senhor!
Nós, porém, teu povo e ovelhas de teu pasto, nós te glorificamos para sempre; de geração em geração publicaremos os teus louvores.

(Salmos (78)79)


Eu me lembrarei das misericórdias do Senhor, cantarei o louvor do Senhor por todos os bens que o mesmo Senhor nos deu, pela multidão dos seus benefícios para com a casa de Israel, benefícios que ele lhe fez segundo a sua clemência e segundo a multidão das suas misericórdias.
Porque ele disse: Este é verdadeiramente o meu povo, são filhos que me não tornarão a negar; e tornou-se seu salvador.
Em todas as suas aflições. Não era um mensageiro ou um anjo, mas sua própria face que os salvava. No seu amor e na sua ternura ele mesmo os livrava do perigo. Durante o passado sustentou-os e amparou-os constantemente.
Mas eles foram rebeldes e contristaram o seu Espírito Santo; pelo que se lhes tornou em inimigo e ele mesmo pelejou contra eles.
Mas depois eles se lembraram dos tempos antigos, do seu servo Moisés. Onde está aquele que fez sair das águas do Nilo o futuro pastor do seu rebanho? Onde está aquele que colocou no seu povo o seu Santo Espírito?
Onde está aquele que permaneceu à direita de Moisés, guiando-o com seu braço glorioso? Onde está aquele que abriu as águas diante do povo, ganhando um Nome Eterno?
Aquele que os guiou pelos abismos, como o cavalo, no deserto, de modo que nunca tropeçaram?
Como gado que desce para a planície; o Espírito de Javé os guiava para o repouso. Assim guiaste o povo, para ganhares um Nome glorioso.
Olha do céu e observa da tua morada santa e gloriosa: onde estão o teu ciúme e poder, o teu coração comovido e a tua compaixão? Não fiques insensível.
Porque tu é que és o nosso Pai. Abraão não nos conheceu e Israel não soube de nós; tu, Senhor, és o Nosso Pai, o Nosso Redentor, o teu Nome é eterno.
Por que nos deixaste, Senhor, extraviar dos teus caminhos? Por que permitiste que se endurecesse o nosso coração, para te não temermos? Volta-te para nós por amor de teus servos e das tribos da tua herança.
Os nossos inimigos tornaram-se senhores do teu povo santo, como se ele não fosse nada; pisaram aos pés o teu santuário.
Por que pagãos invadiram Vosso Templo, e nossos inimigos pisaram Vosso Santuário? Há muito tempo estamos como gente que já não governais, e que não traz Vosso Nome.

(Isaías 63:7-19)


Ó Deus, não estejas em silêncio! Não cerres os ouvidos nem fiques impassível, ó Deus!
Pois eis que os teus inimigos fazem grande ruído, e os teus adversários levantam a cabeça.
Urdem tramas para o vosso povo, conspiram contra vossos protegidos.
Disseram: "Vinde, e exterminemo-los do meio das nações, e não haja mais memória do nome de Israel."

(Salmos 82:2-5(83:1-4)


Senhor, ouve a minha oração, e chegue a ti o meu clamor.
Não escondas de mim o teu rosto no dia da minha angústia; inclina para mim os teus ouvidos; no dia em que eu clamar, ouve-me depressa.
Porque os meus dias se consomem como fumaça, e os meus ossos ardem como lenha.
O meu coração está ferido e seco como a erva, pelo que até me esqueço de comer o meu pão.
Já os meus ossos se pegam à minha pele, em virtude do meu gemer doloroso.
Assemelho-me ao pelicano do deserto, sou como a coruja nas ruínas.
Perdi o sono e gemo como pássaro solitário no telhado.
Os meus inimigos me afrontam todo o dia; os que contra mim se enfurecem me amaldiçoam.
Pois tenho comido cinza como pão e misturado com lágrimas a minha bebida.
À vista da tua ira e indignação, porque, depois de me teres elevado, me arrojaste.
Os meus dias são como a sombra que declina, e como a erva me vou secando.
Vós, porém, Senhor, sois eterno, e Vosso Nome subsiste em todas as gerações.
Tu te levantarás e terás piedade de Sião; pois o tempo de te compadeceres dela, o tempo determinado, já chegou.
Porque vossos servos têm amor aos seus escombros e se condoem de suas ruínas.
E as nações pagãs reverenciarão o Vosso Nome, Senhor, e os reis da Terra prestarão homenagem à vossa glória.
Quando o Senhor edificar a Sião, e na sua glória se manifestar,
quando ele aceitar a oração dos desvalidos e não mais rejeitar as suas súplicas.
Fique escrito isto para a geração futura, e um povo recriado louvará a Deus.
Porque o Senhor olhou do alto do seu santuário, do céu ele contemplou a Terra,
para escutar os gemidos dos cativos, para livrar da morte os condenados;
para que seja aclamado em Sião o Nome do Senhor, e em Jerusalém o seu louvor,
no dia em que se hão de reunir os povos e os reinos para servir o Senhor.

(Salmos 101:2-23(102:1-22)


Até quando, Senhor? Até quando estareis escondido? Até quando estará acesa a vossa cólera?
Lembra, Senhor, como é breve minha vida, como passam rápido os homens que criaste!
Quem viverá sem ver a morte? Quem tirará sua vida das garras do túmulo?
Vossas bondades de outrora, ó Senhor, onde estão? E os juramentos que a Davi fizestes de fidelidade?
Considerai, Senhor, a vergonha imposta aos vossos servidores. Levo em meu seio ultraje das nações pagãs,
lembra-te de como teus inimigos ultrajam, ó Javé, de como ultrajaram as pegadas do teu ungido!

(Salmos 88:47-52(89:46-51)


Lembra-te disto: que o inimigo afrontou ao Senhor, e que um povo louco blasfemou o Teu Nome.
Não entregues às feras as almas que te louvam, e não esqueças para sempre as almas dos teus pobres.
Olha para tua Aliança, pois os recantos da Terra estão cheios de violência.
Oh! Não volte envergonhado o oprimido; louvem o Teu Nome o aflito e o necessitado.
Levanta-te, ó Deus, julga a tua causa; lembra-te dos ultrajes feitos contra ti, dos ultrajes com que um povo néscio te injuriaria continuamente.
Não te esqueças do rumor de teus opressores, do tumulto crescente dos que se rebelam contra ti.

(Salmos (73)74:18-23)


Ó Deus até quando nos insultará o inimigo? O adversário blasfemará Vosso Nome para sempre?
Por que retiras tua mão esquerda e mantém a direita escondida no peito?
Tu, porém, ó Deus, és Rei desde a origem, e operas libertações por toda a Terra.

(Salmos (73)74:10-12)


... Vê, Senhor, a minha aflição, porque o inimigo se engrandece.

(Lamentações 1:9b) Jeremias


Senhor como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim.
Uma multidão inteira grita a meu respeito: "Não, não há mais salvação para ele em seu Deus!"
Mas vós sois, Senhor, para mim um escudo; vós sois minha glória, vós me levantais a cabeça.

(Salmos 3:1-3) Davi


Ouvi, Senhor, minha lastimosa voz. Do terror do inimigo protegei a minha vida.
Esconde-me da conspiração dos maus e do motim dos malfeitores.

(Salmos 63:2-3(64:1-2) Davi


Ouve, ó Deus, a minha oração, e não desprezes a minha súplica.
Atende-me e ouve-me; lamento-me e rujo,
por causa do clamor do inimigo e da opressão do ímpio; pois lançam sobre mim iniquidade e com furor me aborrecem.
O meu coração está dorido dentro de mim, e terrores de morte sobre mim caíram.
Temor e tremor me sobrevêm; e o horror me cobriu.

(Salmos 54:2-6(55:1-5) Davi


Envia a tua mão lá do alto, tira-me e livra-me das muitas águas, da mão dos filhos estranhos.
Cuja boca só diz mentiras e cuja mão só faz juramentos falsos.

(Salmos (143)144:7-8) Davi


Livra-me, ó Deus, pois as águas entraram até à minha alma.
Atolei-me em profundo lamaçal, onde se não pode estar de pé; entrei na profundeza das águas, onde a corrente me leva.
Estou cansado de clamar; secou-se-me a garganta; os meus olhos desfalecem esperando o Meu Deus.
Aqueles que me aborrecem sem causa são mais do que os cabelos da minha cabeça; aqueles que procuram destruir-me sendo injustamente meus inimigos, são poderosos; então, restituí o que não furtei.
Ó Deus, tu conheces a minha ignorância; e os meus pecados não te são encobertos.
Não sejam envergonhados por minha causa aqueles que esperam em ti, ó Senhor, Senhor dos Exércitos; não sejam confundidos por minha causa aqueles que te buscam, ó Deus de Israel.
Porque por amor de ti tenho suportado afronta; a confusão cobriu o meu rosto.

(Salmos 68:2-8(69:1-7) Davi


Ouve, Deus meu, a minha súplica; atende à minha oração.
Dos confins da Terra clamo a vós, quando me desfalece o coração.
Haveis de me elevar sobre um rochedo e de me dar descanso, porque vós sois o meu refugio, uma torre forte contra o inimigo.

(Salmos 60:2-4(61:1-3) Davi


Julga-me, ó Deus, defende a minha causa contra uma nação sem piedade! Liberta-me do homem injusto e traidor!
Sim, tu és o Meu Deus forte: por que me rejeitas? Por que devo andar pesaroso sob a opressão do inimigo?
Envia a tua luz e a tua verdade: elas me guiarão, e me levarão ao teu Monte Santo, para a tua moradia.

(Salmos 42(43:1-3)


Até quando te esquecerás de mim, Senhor? Para sempre? Até quando apartarás de mim a tua face?
Até quando terei sofrimento dentro de mim, e tristeza no coração, dia e noite?
Até quando meu inimigo prevalecerá sobre mim?
Iluminai meus olhos com vossa luz, para eu não adormecer na morte,
para que meu inimigo não venha a dizer: "Venci-o;" e meus adversários não triunfem no momento de minha queda.
Eu que confiei em vossa misericórdia. O meu coração exultará na salvação que me virá de ti; cantarei ao Senhor que me deu bens, e entoarei salmos ao Nome do Senhor Altíssimo.

(Salmos 12(13) Davi


A ti, levanto a minha alma.
Em ti, confio, Meu Deus. Que eu não fique envergonhado, e meus inimigos não triunfem sobre mim!
Os que em ti esperam não ficam envergonhados; ficam envergonhados todos os traidores.
Senhor, mostrai-me os vossos caminhos, e ensinai-me as vossas veredas.
Guia-me com tua verdade. Ensina-me, pois tu és o Meu Deus Salvador, e em ti espero o dia todo.
Lembra-te, Senhor, das tuas bondades e das tuas misericórdias, que datam dos séculos passados.
Não vos lembreis dos pecados de minha juventude e dos meus delitos; em nome de vossa misericórdia, lembrai-vos de mim, por causa da vossa bondade.
O Senhor é bom e reto, por isso reconduz os extraviados ao caminho reto.
Conduzirá os dóceis pelo caminho da justiça; ensinará aos humildes seus caminhos.
Todos os caminhos do Senhor são misericórdia e verdade para os que buscam a sua Aliança e os seus Mandamentos.
Por causa do Teu Nome, Senhor, me hás de perdoar o meu pecado, porque é grande.
Que advém ao homem que teme ao Senhor? Deus lhe ensina o caminho que deve escolher.
A sua alma repousará entre bens, e sua descendência terá por herança a Terra.
O Senhor se torna íntimo dos que o temem, e lhes manifesta a sua Aliança.
Os meus olhos estão sempre voltados para o Senhor, pois ele tirará do laço os meus pés.
Olha para mim e tem piedade de mim, porque estou solitário e aflito.
As tribulações do meu coração multiplicaram-se; livra-me das minhas aflições.
Olha para a minha aflição e a minha dor e perdoa todos os meus pecados.
Olha para os meus inimigos, pois se vão multiplicando e me aborrecem com ódio cruel.
Guarda a minha alma e livra-me; não me deixes confundido, porquanto confio em ti.
Guardem-me a sinceridade e a retidão, porquanto espero em ti.
Livra, ó Deus, a Israel de todas as suas tribulações.

(Salmos 24(25) Davi


Tende piedade de mim, Senhor, vede a miséria a que me reduziram os inimigos; arrancai-me das portas da morte,
para que eu proclame os teus louvores, e exulte com a tua salvação junto às portas da capital de Sião.

(Salmos 9:13-14(14-15) Davi


Ó Deus, os soberbos se levantaram contra mim, uma turba de prepotentes odeia a minha vida, eles, que nem vos têm presente ante os olhos.
Mas vós, Senhor, sois um Deus bondoso e compassivo, lento para a ira, cheio de clemência e fidelidade.
Volta-te para mim e tem misericórdia de mim; dá a tua fortaleza ao teu servo e salva ao filho da tua serva.
Realiza para mim um sinal de bondade; meus inimigos verão e ficarão envergonhados, porque tu, Javé, me socorres e consolas.

(Salmos (85)86:14-17) Davi


Eu, porém faço a minha oração a ti, Senhor, num tempo aceitável; ó Deus, ouve-me segundo a grandeza da tua misericórdia, segundo a verdade da tua salvação.
Arranca-me da lama, para que eu não me afunde. Liberta-me dos que me odeiam e das águas sem fundo.
Não me deixes submergir nas muitas águas, nem me devore o abismo, nem se feche sobre mim a boca do poço.
Ouvi-me, Senhor, pois que vossa bondade é compassiva; em nome de vossa misericórdia, voltai-vos para mim.
Não apartes o teu rosto do teu servo, ouve-me prontamente, porque estou angustiado.
Atende à minha alma, e livra-a; salva-me por causa dos meus inimigos.
Bem vedes a minha vergonha, confusão e ignomínia. Ante vossos olhos estão os que me perseguem.
Seus ultrajes abateram meu coração e desfaleci. Esperei em vão quem tivesse compaixão de mim, quem me consolasse, e não encontrei.

(Salmos 68:14-21(69:13-20) Davi


Deus de nossos pais, que Vosso Nome seja bendito. Vós, que depois de vos irardes, usais de misericórdia, e no meio da tribulação perdoais os pecados aos que vos invocam.
Volto-me para vós, ó Senhor; para vós levanto os meus olhos.
Rogo-vos, Senhor, que me livreis dos laços deste opróbrio, ou então que me tireis de sobre a terra!

(Tobias 3:13-15) Sara


Mas eu invocarei a Deus, e o Senhor me salvará.
De tarde, e de manhã, e ao meio-dia, orarei; e clamarei, e ele ouvirá a minha voz.
Restituirá a paz à minha alma, livrando-a dos que me assaltam, porque eles são muitos contra mim.
O Senhor me ouvirá e os humilhará, ele, que reina eternamente...

(Salmos 54:17-20a(55:16-19a) Davi


Livra-nos com a tua mão e socorre-me, porque não tenho outro auxílio senão a ti, Senhor, que conheces todas as coisas.

(Ester 14:14) Ester


Dá-nos socorro na tribulação; porque vão é o socorro do homem.
Em Deus faremos proezas; porque ele é que pisará os nossos inimigos.

(Salmos 59:13-14(60:11-12) Davi


Tem misericórdia de mim, ó Deus, porque o homem me calcou aos pés; aperta-me, combatendo todo o dia.
Meus inimigos continuamente me espezinham; são numerosos os que me fazem guerra.

(Salmos 55:2-3(56:1-2) Davi


Eu, porém esperarei no Senhor: esperarei no Deus da minha salvação; o Meu Deus me ouvirá.
Não te alegres a meu respeito, inimiga minha; se estou caída, levantar-me-ei; se estou sentada nas trevas, o Senhor será minha luz.
Sofri o castigo do Senhor, porque tenho pecado contra ele, até que ele julgue a minha causa e me faça justiça. Ele me conduzirá para a luz, eu verei a sua justiça.
Minha inimiga verá isso e ficará coberta de vergonha, ela que me dizia: "Onde está o Senhor teu Deus?" Meus olhos a contemplarão, quando for pisada aos pés como a lama das ruas.

(Miquéias 7:7-10)


E agora, Senhor, que sois Meu Deus e Meu Rei, Deus de Abraão, poupai vosso povo, pois nossos inimigos nos querem arruinar e destruir vossa antiga herança.
Não desprezes a tua porção, que para ti resgataste do Egito.
Ouve os meus rogos, e mostra-te propício à tua parte e herança, muda o nosso pranto em gozo para que, vivendo, louvemos, Senhor, o Teu Nome e não feches a boca dos que te louvam.

(Ester 13:15-17) Mardoqueu



Página 2 >>
Menu
Menu Principal
<< Produzi, pois, Frutos Dignos de Arrependimento

^