SALOMÃO


  • Salomão, o rei mais sábio e rico da história
  • As idolatrias de Salomão e suas consequências
  • Salomão morre e seu filho Roboão reina
  • Dez tribos de Israel se separa de Judá
  • Jeroboão reina sobre as dez tribos de Israel
  • Roboão reina em Judá



O Senhor magnificou a Salomão grandissimamente perante os olhos de todo o Israel; e deu-lhe majestade real, qual antes dele não teve nenhum rei em Israel.

(1Crônicas 29:25)


Salomão tinha sob o seu domínio todos os reinos, desde o rio do país dos filisteus até à fronteira do Egito. Esses reinos pagavam tributo e ficaram-lhe sujeitos durante todo o tempo de sua vida.

(1Reis 4:21)


Deus deu a Salomão a sabedoria, uma inteligência penetrante e um espírito de uma visão tão vasta como as areias que estão à beira do mar.
A sabedoria de Salomão excedia a sabedoria de todos os orientais e egípcios.
Ele era o mais sábio de todos os homens...

(1Reis 4:29-31a)


No ano quatrocentos e oitenta depois da saída dos filhos de Israel do Egito, Salomão, no quarto ano do seu reinado, no mês de Ziv, que é o segundo mês, empreendeu a construção do Templo do Senhor.

(1Reis 6:1)


Começou pois, Salomão a edificar o Templo do Senhor em Jerusalém, no Monte Moriá. Aí seu pai Davi tivera uma visão, no lugar que havia preparado na eira de Ornã, o jebuseu.

(2Crônicas 3:1)


Então veio a Palavra do Senhor a Salomão dizendo:
“Quanto a esta casa que tu edificas, se andares nos meus estatutos, e fizeres os meus juízos, e guardares todos os meus Mandamentos, andando neles, confirmarei para contigo a Minha Palavra, a qual falei a Davi, teu pai;
e habitarei no meio dos filhos de Israel e não desampararei o meu povo de Israel.”
Assim edificou Salomão.

(1Reis 6:11-14)


E no ano undécimo, no mês de Bul, que é o oitavo mês, foi o Templo acabado em todas as suas partes e em todos os seus pormenores. O Templo foi construído em sete anos.

(1Reis 6:38)


Porém a sua casa edificou Salomão em treze anos e acabou toda a sua casa.

(1Reis 7:1)


Ao cabo de vinte anos, Salomão tinha construído o Templo do Senhor e sua própria residência,
reedificou as cidades que Hirão tinha dado a Salomão, e fez habitar nelas os filhos de Israel.
Em seguida, atacou Emat de Soba, e se apoderou dela.
Fundou Palmira no deserto e edificou outras cidades fortíssimas em Emat.
Construiu Betoron superior e Betoron inferior, cidades fortificadas providas de muralhas, portas e ferrolhos.
Construiu Baalat e todas as localidades que lhe serviam de entrepostos de aprovisionamento, as cidades para os carros, as cidades para a cavalaria e tudo quanto achou bom construir em Jerusalém, no Líbano e em todo o território submetido ao seu poder.
Toda a população que tinha sobrevivido dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus, tudo o que não era de Israel,
a seus filhos, que ficaram depois deles na terra, os quais os filhos de Israel não destruíram, Salomão os fez tributários, até ao dia de hoje.
Porém, dos filhos de Israel não lançou mão para trabalharem nas obras do rei, porque eram homens de guerra, os primeiros oficiais e os comandantes das suas carroças e cavalaria.

(2Crônicas 8:1-9)


Salomão aliou-se por casamento, ao faraó, rei do Egito, tomando sua filha por mulher...

(1Reis 3:1a)


Quando o Senhor, teu Deus, te tiver introduzido na terra, a qual passas a possuir e tiver lançado fora muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os ferezeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu;
e o Senhor teu Deus tas tiver entregado, tu as combaterás até ao extermínio. Não farás aliança com elas, nem as tratarás com compaixão,
nem contrairás com elas matrimônio. Não darás tua filha a seu filho, nem tomarás sua filha para teu filho;
pois elas fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses; e a ira do Senhor se acenderia contra vós e depressa vos consumiria.
Porém assim lhes fareis; derrubareis os seus altares, quebrareis as suas estátuas, cortareis os seus bosques e queimareis a fogo as suas imagens de escultura.
Porque tu és um povo consagrado ao Senhor teu Deus. O Senhor teu Deus te escolheu para seres um povo particular, entre todos os povos que há na Terra.

(Deuteronômio 7:1-6)


Ora o rei Salomão, além da filha do faraó, amou apaixonadamente muitas mulheres estrangeiras: moabitas, amonitas, iduméias, sidônias, cetéias,
das nações; das quais o Senhor tinha dito aos filhos de Israel: Não tomeis as suas mulheres nem ele as vossas; porque elas certissimamente vos perverterão os vossos corações, para seguirdes os seus ídolos. A estas, pois, se uniu Salomão com um amor ardentíssimo.
Teve setecentas mulheres, que eram como rainhas, e trezentas mulheres secundárias; e as mulheres perverteram-lhe o coração.
Porque sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era perfeito para com o Senhor, seu Deus, como o coração de Davi, seu pai.
Salomão prestava culto a Astarte, deusa dos sidônios, e a Moloc, o abominável ídolo dos amonitas.
Assim fez Salomão o que era mau aos olhos do Senhor e não perseverou em seguir ao Senhor, como Davi, seu pai.
Naquele tempo Salomão edificou um templo a Camos, ídolo dos moabitas, no monte que está fronteiro a Jerusalém, e a Moloc, ídolo dos filhos de Amom.
E o mesmo fez para todas as suas mulheres estrangeiras, que queimavam incenso e sacrificavam aos seus deuses.
O Senhor, pois, irou-se contra Salomão, por se ter o seu espírito apartado do Senhor, Deus de Israel, que lhe tinha aparecido duas vezes.
E lhe tinha proibido expressamente que se unisse a deuses estranhos. Mas não seguira as ordens do Senhor.
O Senhor disse-lhe então: “Já que procedeste assim, e não guardaste a MINHA ALIANÇA, nem as LEIS que te prescrevi, certamente, rasgarei de ti este reino e o darei a teu Servo.
Contudo não o farei em teus dias por atenção a Davi, teu pai; dividi-lo-ei (quando estiver) entre as mãos do teu filho.
Não lhe tirarei o reino todo, mas deixarei ao teu filho uma tribo, por amor de meu servo Davi, e por amor de Jerusalém, a cidade que escolhi.”

(1Reis 11:1-13)


Ora, Jeroboão era um jovem enérgico, e Salomão, vendo-o tão laborioso, confiou-lhe a superintendência de todos os trabalhadores da casa de José.
E aconteceu que um dia, saindo Jeroboão de Jerusalém, encontrou-se em caminho com o profeta Aías de Siló, vestido com um manto novo. Estavam os dois sós no campo.
Então Aías, tomando o manto novo que trazia, rasgou-o em doze pedaços.
E disse a Jeroboão: “Toma para ti os dez pedaços, porque assim diz o Senhor, Deus de Israel: Eis que rasgarei o reino da mão de Salomão e a ti darei as dez tribos.
Porém ele terá uma tribo, por amor de Davi, meu servo, e por amor de Jerusalém, a cidade que elegi de todas as tribos de Israel.
Porque Salomão abandonou-me e adorou Astarte deusa dos sidônios, Camos, deus de Moab, e Moloc, deus dos filhos de Amom. Não andou pelos meus caminhos, para fazer o que era justo diante de mim, e para observar os meus preceitos e as MINHAS LEIS, como Davi, seu pai.
Eu não lhe tirarei todo o reino das suas mãos, mas deixá-lo-ei governar todos os dias da sua vida, por causa de Davi, meu servo, a quem escolhi, o qual guardou os meus Mandamentos e os meus preceitos.
Tirarei, porém, o reino das mãos do filho de Salomão, para dar-te dez tribos.
Deixarei uma tribo ao seu filho, para que meu servo Davi tenha sempre uma lâmpada diante de mim em Jerusalém, cidade que escolhi para estabelecer nela o Meu Nome.
Tomo-te, pois, para reinares sobre tudo o que possas desejar. Serás rei de Israel.
E se obedecerdes a todas as minhas ordens, se andares pelos meus caminhos, as fizeres o bem diante de mim, observando os meus preceitos e os meus Mandamentos, como fez o meu servo Davi, eu estarei contigo. Edificar-te-ei uma casa estável, como edifiquei para Davi, e te entregarei Israel.
Humilharei assim a descendência de Davi, mas não para sempre.”
Pelo que Salomão procurou matar Jeroboão; porém Jeroboão se levantou, e fugiu para o Egito, para Sisaque, rei do Egito, e esteve no Egito até que Salomão morreu.

(1Reis 11:28-40)


Salomão reinou sobre todo o Israel durante quarenta anos, em Jerusalém. Depois adormeceu com seus pais e foi enterrado na cidade de seu pai Davi. Roboão, seu filho tornou-se rei em seu lugar.

(1Reis 11:43)


ROBOÃO



Foi, pois, Roboão a Siquém, porque todo o Israel se tinha juntado ali para o constituir rei.
E sucedeu, pois, que, ouvindo Jeroboão filho de Nebate, achando-se no Egito refugiado da face do rei Salomão sabida a sua morte, voltou do Egito.
Mandaram, pois, buscá-lo no Egito, onde habitava. Então Jeroboão foi com toda a assembléia de Israel e disseram a Roboão:
“Teu pai impôs-nos um jugo duríssimo; tu, pois, agora, suaviza alguma coisa a dureza do governo de teu pai, e aquele pesadíssimo jugo que ele nos impôs e nós te serviremos.”

(1Reis 12:1-4)


E o rei respondeu ao povo duramente...

(1Reis 12:13a)


... “Meu pai impôs um jugo pesado? Pois eu o tornarei ainda mais pesado. Meu pai vos castigou com açoites? Pois eu vos castigarei com escorpiões.”
O rei não deu ouvidos ao povo; porque o Senhor tinha apartado dele a sua face, para confirmar a Palavra que o Senhor tinha dito pelo ministério de Aías, o silonita, a Jeroboão, filho de Nebate.
Vendo, pois, todo o Israel que o rei não lhe dava ouvidos, tornou-lhe o povo a responder, dizendo: “Que parte temos nós com Davi? Não há para nós herança no filho de Jessé. Às tuas tendas, ó Israel! Provê, agora, à tua casa, ó Davi.” Então, Israel se foi às suas tendas.

(1Reis 12:14b-16)


Ora aconteceu que, tendo ouvido todo o Israel que Jeroboão tinha voltado, reunidos em cortes, mandaram-no chamar e aclamaram-no rei sobre todo o Israel; não houve ninguém que seguisse a casa de Davi, senão somente a tribo de Judá.

(1Reis 12:20)


No tocante, porém, aos filhos de Israel que habitavam nas cidades de Judá, sobre eles reinou Roboão.

(1Reis 12:17)


Roboão, porém chegou a Jerusalém, fez juntar toda a casa de Judá e a tribo de Benjamim, cento e oitenta mil homens de guerra, escolhidos a fim de pelejar contra a casa de Israel e reduzir o reino à obediência de Roboão, filho de Salomão.
Porém veio a Palavra de Deus a Semaías, homem de Deus, dizendo:
“Fala a Roboão, filho de Salomão, rei de Judá, e a toda a casa de Judá, e a Benjamim, e ao resto do povo, dizendo:
Assim diz o Senhor: Não subireis, nem pelejareis contra vossos irmãos, os filhos de Israel; volte cada um para a sua casa, porque eu é que fiz esta obra.” E ouviram a Palavra do Senhor e voltaram segundo a Palavra do Senhor.

(1Reis 12:21-24)



Reino Dividido >>
Menu Reino de Israel
Menu
Menu Principal
<< Davi rei de Israel

^